Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

Em carta de agradecimento, Mancini admite ano “complicado” no comando do Leão

Em carta de agradecimento, Mancini admite ano “complicado” no comando do Leão

A quarta passagem de Vagner Mancini pelo comando técnico do Vitória chegou ao fim no último domingo após a goleada sofrida para o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira (30), o treinador divulgou uma carta de agradecimento ao clube baiano exaltando a oportunidade, o número de jogos que esteve à beira do campo e reconhecendo os problemas enfrentados em 2018.

“Foram 216 jogos à frente do clube em que trabalhei com muita dedicação, motivado especialmente pelo respeito e carinho que tenho pela instituição Esporte Clube Vitória”, escreveu Mancini. “Agradeço ao torcedor pela paciência. Se em 2017 ajudamos a salvar um clube do rebaixamento, reconheço que 2018 diante de algumas circunstâncias e condições, foi um ano complicado”, acrescentou.

Em pouco mais de um ano no comando do Leão, Mancini comandou o time em 63 jogos, com 27 vitórias, 15 empates e 21 derrotas, um aproveitamento de 50,79%.

Apesar de ter livrado o Leão do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2017, Vagner Mancini não conseguiu repetir o bom rendimento e o futebol apresentado no ano anterior em 2018. Inconstante, o Vitória apresentava muita disparidade de resultados e atuações jogando dentro e fora do Barradão, fato que ajudou a culminar na demissão após o revés do último domingo.

Confira a nota divulgada pelo técnico:

“Nota de agradecimento!

Foram 216 jogos à frente do clube em que trabalhei com muita dedicação, motivado especialmente pelo respeito e carinho que tenho pela instituição Esporte Clube Vitória.

Agradeço aos funcionários do clube e aos companheiros do dia a dia, que trabalharam juntos com a minha equipe e não pouparam esforços para tal.

Agradeço ao torcedor pela paciência. Se em 2017 ajudamos a salvar um clube do rebaixamento, reconheço que 2018 diante de algumas circunstâncias e condições, foi um ano complicado.

Saio do ECV convicto que dei o meu melhor. Meu eterno respeito ao clube!

A vida segue.

Obrigado a todos!!!”

Por: Redação Galáticos Online

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.