Rascunho automático

Capitão Azevedo se filia ao União Brasil e pode ser vice de Pancadinha em Itabuna

Por Redação
3 Min

O União Brasil anunciou, nesta terça-feira (02), a filiação do ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo. A notícia foi divulgada nas redes sociais, com uma foto ao lado de ACM Neto, principal liderança eleitoral do partido na Bahia, e de Enderson Guinho, presidente da legenda no município da região sul, que também é vice-prefeito e rompido com o titular Augusto Castro (PSD).

Continua depois da Promoção

“Vamos construir um partido forte, empenhados em ajudar a nossa cidade”, escreveu Azevedo. Anteriormente, ele estava filiado ao PDT, partido no qual ingressou antes do pleito de 2022 para concorrer, sem sucesso, a uma cadeira na Câmara Federal.

O projeto de Azevedo era candidatar-se a prefeito da cidade no pleito de outubro. Entretanto, o PDT, por meio da articulação do vice-presidente da sigla na Bahia, o ex-deputado federal José Carlos Araújo, filiou recentemente o médico Isaac Nery, que também deseja disputar a Prefeitura itabunense.

Embora o partido tenha anunciado que escolheria o candidato com melhor pontuação nas pesquisas, o ex-prefeito não ficou satisfeito com a filiação do concorrente e optou por deixar o ninho pedetista, após conversa com o presidente da legenda na Bahia, o deputado federal Félix Mendonça Júnior.

Continua depois da Promoção

Azevedo e Nery se enfrentaram na disputa pela Prefeitura em 2020, o primeiro pelo PL (ficou na segunda colocação) e o segundo pelo Avante (quinta posição). Em 2020, no entanto, Nery, então no Republicanos, teve mais votos no geral e em Itabuna na disputa por uma cadeira na Câmara Federal, sendo o segundo mais bem votado, ficando atrás apenas de Enderson Guinho – nenhum dos dois foi eleito.

No União Brasil, Capitão Azevedo também não deve conseguir viabilizar o projeto de tentar retornar à Prefeitura. Isso porque o deputado federal Elmar Nascimento (União) já declarou apoio do partido ao deputado estadual Pancadinha (Solidariedade), pré-candidato ao Executivo municipal que pontua bem nas pesquisas. A tendência, dessa forma, é que o ex-prefeito possa ser indicado para a vice.

Dessa forma, Itabuna deve ter uma aliança entre dois partidos com posicionamentos opostos no Estado. Enquanto o União Brasil faz oposição ao governador Jerônimo Rodrigues (PT), o Solidariedade está na base do petista, embora Pancadinha tenha optado por seguir no bloco da minoria na Assembleia Legislativa.

Quem também tenta viabilizar a candidatura em Itabuna é o ex-prefeito e ex-deputado federal Geraldo Simões (PT). No sábado (06), um encontro municipal do PT vai decidir se o partido apoia a reeleição de Augusto Castro, como desejam os caciques da legenda, ou se lançam o seguem com o nome do ex-parlamentar.

Compartilhe Isso
- Advertisement -