SAO JOAO
SAO JOAO

MPF repatria R$ 74 mi da Suíça ligados a Cabral e Eike Batista

Por Redação
2 Min

O Ministério Público Federal anunciou, nesta quinta-feira (16), ter conseguido a repatriação de US$ 14,6 milhões, o equivalente a R$ 74 milhões, de uma offshore na Suíça, que foi alvo de uma operação que investigou o ex-governador Sérgio Cabral e o empresário Eike Batista em 2017. De acordo com o MPF, o valor já foi depositado em uma conta judicial.

Segundo informações do jornal O Globo, o destino do montante será decidido pelo juiz do caso, Marcelo Bretas. O MPF revelou que a conta em questão era operada por dois investigados na Operação Eficiência, que foi deflagrada em 2017 e tinha como foco o esquema de desvio e lavagem de dinheiro de contratos do governo do Estado do Rio durante a gestão do ex-governador Sérgio Cabral. A quantia milionária foi bloqueada em 2019.

O dinheiro repatriado estava em uma conta aberta na Suíça em nome da offshore Trueway Foundation, que, segundo o MPF, era uma fachada utilizada para lavagem de dinheiro. O pedido de repatriação foi feito pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPF), e a autorização para solicitar a devolução do dinheiro por meio de cooperação jurídica internacional foi concedida pela 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Até o momento, cerca de R$ 270 milhões já foram repatriados no âmbito da Operação Eficiência.

A Operação Eficiência, que foi um desmembramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, investigou a ocultação no exterior de aproximadamente US$ 100 milhões, o equivalente a cerca de R$ 512 milhões. Na época, foram expedidos mandados de prisão contra o ex-governador Sérgio Cabral, que já estava preso, e o empresário Eike Batista. De acordo com o jornal O Globo, mais detalhes sobre o caso podem ser encontrados na matéria completa disponível no link fornecido.

Clique aqui para ler a matéria completa do jornal O Globo.

Compartilhe Isso
- Advertisement -