Rafael Miranda promete ajudar no ataque: “não é só o atacante que tem obrigação de fazer gol”

Por Redação
2 Min

Volante veta busca por culpados e garante que todos precisam se esforçar para buscar o resultado

O Bahia ainda não conseguiu vencer no mês de agosto. Após o empate em 0 a 0 com o Santos, no último domingo (18), o Tricolor chegou ao seu quarto jogo sem triunfo. Se a culpa é da bola que não chega com qualidade, da pontaria que anda fraca ou da falta de sorte, pouco importa. Pelo menos é o que diz o Rafael Miranda.

rafaelmiranda

O volante, que sempre se destaca por ser um dos atletas que mais corre em campo, chamou a atenção dos torcedores nos minutos finais da partida contra o clube paulista, por ter chegado ao ataque em duas boas oportunidades, característica pouco comum no jogador. E, segundo ele, o torcedor pode esperar mais cenas como estas nos próximos jogos do time baiano. “Futebol é dividido por funções, mas não é só o atacante que tem obrigação de fazer gol, nem só os defensores têm que defender. Futebol é coletivo e estavam surgindo oportunidades para eu chegar mais perto do gol, eu procurei esses espaços, mas infelizmente não consegui ajudar”, disse em entrevista ao CORREIO.

Confiante de que o jejum de gols do clube – que não marca desde o jogo contra o Flamengo, no dia 31 de julho – vai chegar ao fim em breve, Rafael Miranda já prometeu ajudar nesta missão, mesmo atuando na defesa. “Vou tentar ajudar no ataque também, quando for possível. Óbvio que a minha primeira função é defender e ajudar lá atrás, mas eu vou tentar chegar lá na frente também”, prometeu.

O Bahia volta a campo às 16h deste domingo (25), quando enfrentará o Náutico, na Arena Fonte Nova. Após o empate contra o Santos, o Tricolor chegou aos 20 pontos e está na 10ª posição da tabela.

Correio

Compartilhe Isso
- Advertisement -