Defesa de Robinho entra com segundo habeas corpus no STF

Por Redação
2 Min

A defesa do ex-jogador de futebol Robinho entrou com um novo pedido de liberdade no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta terça-feira (2). Robinho foi preso em Santos no dia 21 de março para começar a cumprir a pena de nove anos estabelecida pela Justiça da Itália, onde ele foi condenado por seu envolvimento no estupro de uma mulher em uma boate de Milão em 2013. A condenação foi efetivada após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) homologar a sentença italiana contra Robinho e ordenar sua prisão imediata.

Continua depois da Promoção

A defesa do ex-jogador argumenta que ele deve aguardar em liberdade o julgamento do recurso apresentado para anular a decisão do STJ. Os advogados afirmam que o regulamento não permite a transferência da execução da pena, somente diz respeito à possibilidade do indivíduo ser julgado em seu país de origem, em conformidade com o princípio da extraterritorialidade da lei penal.

No mês passado, o ministro Luiz Fux, do Supremo, negou o primeiro habeas corpus solicitado pela defesa para evitar a prisão. Atualmente, Robinho está detido no complexo penitenciário de Tremembé, conhecida como a “penitenciária dos famosos”. Entre os outros detentos no local estão Alexandre Nardoni, Cristian Cravinhos, Gil Rugai, o ex-médico Roger Abdelmassih, entre outros.

As informações são da Agência Brasil.

Continua depois da Promoção
Compartilhe Isso
- Advertisement -