Bahia decide contra Atlético-GO retorno à Série A

Por Redação
7 Min
Esquadrão precisa segurar a onda do Dragão goianiense para garantir o acesso à elite | Felipe Oliveira l EC Bahia
Esquadrão precisa segurar a onda do Dragão goianiense para garantir o acesso à elite | Felipe Oliveira | EC Bahia

Chegou o dia mais esperado do ano dentre os 331 já decorridos. Neste sábado, 26, às 16h30 (horário da Bahia), o Tricolor enfrenta o Atlético-GO, em Goiânia, com chances muito claras de retornar à Série A do ano que vem.

Restam duas vagas no G-4. Dos três times que brigam por elas, o Bahia é quem tem maiores chances de acesso, com 93%. Isso porque, das 27 combinações de resultados possíveis, apenas uma não favorece ao Esquadrão (veja os detalhes no quadro abaixo).

“Não estamos pensando no Náutico e nem no Vasco. Dependemos apenas da gente e vamos lutar pelo nosso objetivo. Sabemos que é um jogo difícil, que temos a vantagem de jogar pelo empate, e nossa equipe está tranquila. Vamos jogar para vencer”, disse o lateral esquerdo Moisés.

O adversário, porém, é sem dúvidas o mais difícil dentre os que vão enfrentar os postulantes ao acesso. O Atlético-GO, campeão antecipado, preparou para este sábado um jogo festivo no Estádio Olímpico, com entrega de faixas e troféu. A torcida se empolgou: quase todos os 11 mil ingressos foram vendidos antecipadamente.

Quando se trata da força do Dragão, Moisés é contundente: “Nosso objetivo é colocar o Bahia na Série A, independentemente do Atlético. A gente sabe que o time tem atletas de qualidade, que foi campeão, mas amanhã (sábado) é 11 contra 11. Não temos medo deles. Se eles têm qualidade, temos do lado de cá também”.

A favor do time de Guto Ferreira também está a fase que vive nesta reta final de competição. O Esquadrão é dono da atual maior série invicta no campeonato, com oito jogos. Três deles foram fora de casa, como será o deste sábado.

E, se durante toda a Série B o desempenho fora de casa foi o fantasma que mais assombrou o Tricolor, com apenas três triunfos como visitante e 29% de aproveitamento, em Goiânia, especificamente, a equipe de Guto Ferreira foi espetacular. Em dois jogos por lá, contra Goiás e Vila Nova, o Esquadrão não perdeu pontos e não sofreu nenhum gol. Fez 2 a 0 sobre o Esmeraldino e 1 a 0 para cima do Tigre.

“Eu não tenho dúvidas de que a gente vai com tudo para cima deles, para que a gente possa concretizar logo o acesso amanhã (sábado) e ser bem recebidos pela nossa torcida no domingo”, disse o meia Régis.

Apoio lá e cá

Dos 1.140 ingressos colocados à disposição da torcida tricolor para o jogo, sobravam apenas cerca de 280 até a tarde desta sexta-feira, 25. O ingresso custa R$ 23, a inteira, e pode ser comprado através da internet. Além disso, o clube presenteou 89 sócios dos estados do Centro-Oeste e de Tocantins com entradas para a partida.

Até o atacante Nonato, ídolo do clube no começo dos anos 2000, que mora em Goiânia, fez uma visita ao CT do Goiás, onde o time tricolor treinou na tarde desta sexta.

Para quem ficou em Salvador, é possível acompanhar o jogo em clima de estádio em vários pontos da cidade. Estão previstos encontros nos quiosques do Imbuí, Bar Tic Toc, vizinho ao Farol da Barra, no bar Meats, na Rua das Orquídeas, na Pituba, e no Boteco de Telha, no estacionamento do Centro Empresarial Iguatemi.

Se o time conquistar o acesso, está previsto um grande encontro de torcedores no aeroporto de Salvador, no desembarque do time, no domingo, 27, a partir das 12h.

Nesta sexta, o time treinou em Goiânia com os portões fechados para a imprensa. A equipe que encara o Dragão, porém, não deve ser muito diferente da que treinou em Salvador durante a semana, com Victor Rangel no trio de ataque e o meia Régis como titular.

Atlético-go não quer ‘jogo de compadres’

Apesar do empate favorecer a Dragão e Tricolor, o atacante Gilsinho, do time goiano, descarta a possibilidade de um ‘jogo de compadres’: “Seria uma falta de respeito com o clube e com a torcida que vai pagar o ingresso. A gente tem que dar o máximo para vencer e deixar uma boa impressão”.

O técnico do Atlético-GO, Marcelo Cabo, já disse que vai atuar com força máxima depois de ter poupado seus titulares contra o Sampaio Corrêa, na última rodada. O meia Magno, ex-Bahia, é um dos destaques do Dragão, ao lado do atacante Júnior Viçosa, artilheiro do time.

 

BahiaTriunfoEmpateDerrota
VascoCom o Bahia já garantido sem depender de mais nada, o Vasco também sobe se vencer o CearáCom o Esquadrão ainda garantido, o Vasco também sobe vencendo. Empate ou derrota serve se o Náutico tropeçarSe perder, o Bahia ainda tem boa chance de acesso. Uma alternativa é o Vasco não ganhar
NáuticoPara o caso de triunfo tricolor, o Timbu só volta à Série A se ganhar do Oeste e o Vasco não bater o VovôNada muda para o Timbu, que precisa derrotar o Oeste e torcer para o Cruzmaltino não vencerCaso o Vasco derrote o Ceará, o Tricolor só sobe se o Náutico não somar três pontos contra o Oeste

 

Atlético-GO x Bahia – 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B   

Local: Estádio Municipal de Goiânia, em Goiás (GO)

Quando: Sábado, 26, às 16h30

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Rogério Pablos Zanardo (SP)

Atlético-GO – Kléver, Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Pedro Bambu, Michel, Magno Cruz, Jorginho e Gilsinho; Júnior Viçosa. Técnico: Marcelo Cabo.

Bahia – Muriel, Eduardo, Tiago, Jackson e Moisés; Luiz Antônio, Renê Júnior e Régis; Edigar Junio, Hernane e Victor Rangel. Técnico: Guto Ferreira.

Atarde

Compartilhe Isso