Rascunho automático

Cozinha Comunitária em Ibirapitanga amplia produção de derivados da mandioca

Por Redação
3 Min

A comunidade rural Acarás, situada em Ibirapitanga, celebrou, no dia 3 de abril, a inauguração da Cozinha Comunitária, que foi requalificada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). A Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Moradores do Acarás gerencia essa nova estrutura, que conta com tecnologia de última geração, incluindo energia solar e equipamentos modernos, como fogão industrial, câmara climática de fermentação e seladora automática.

Essa iniciativa tem como objetivo potencializar a produção de alimentos pela União das Mulheres na Agricultura Familiar (Umaf), um grupo parceiro da Associação, especializado na fabricação de sequilhos, bolos, pães, biscoitos e outros produtos derivados da mandioca. Essa ação representa um avanço significativo para mais de 100 famílias da região, que serão beneficiadas com uma produção mais eficiente e de maior qualidade, além de impulsionar a geração de emprego e renda.

O diretor-presidente da CAR, Jeandro Ribeiro, ressaltou que essa ação faz parte do projeto político do Governo, visando garantir a agroindustrialização dos produtos da agricultura familiar, para ampliar a durabilidade e alcance desses produtos em novos mercados, proporcionando mais lucro aos produtores e processadores, e mais qualidade aos consumidores. Jeandro afirmou que essa parceria entre os governos Estadual e Municipal e a Associação de Acarás demonstra o comprometimento em auxiliar as famílias rurais.

Antônio Gama, presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Moradores do Acarás, destacou que a produção da Cozinha Comunitária já está sendo comercializada através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), tanto municipal quanto estadual. Ele enfatizou a importância desse avanço para a região e expressou a expectativa de crescimento nos próximos anos, considerando que essa conquista é a realização de um sonho que beneficiará muitas pessoas.

Continua depois da Promoção

Segundo Meida Nascimento, líder de produção da Umaf, a Cozinha Comunitária processava inicialmente cerca de 400 quilos de alimentos por mês e agora, após a requalificação, esse número saltou para aproximadamente 1,5 mil quilos mensais. Após participar de um curso promovido pela CAR em parceria com o Sebrae, o repertório de receitas à base de mandioca expandiu significativamente. As mulheres da Umaf se concentram em aprimorar o processo produtivo e na gestão eficiente dos recursos para reinvestimento no negócio.

Essa ação na comunidade de Acarás representa um marco na agroindustrialização dos produtos da região, proporcionando mais oportunidades para os agricultores familiares e impulsionando o desenvolvimento local. A Cozinha Comunitária é um passo importante rumo à valorização da produção rural e à construção de uma economia mais sustentável e inclusiva.

**Fonte:** ASCOM/CAR.

Compartilhe Isso
- Advertisement -