Vitória da Conquista lidera em casos e mortes de Dengue na Bahia

A cidade de Vitória da Conquista enfrenta um cenário preocupante com 12.304 casos probáveis de Dengue e a confirmação da quinta morte pela doença pela Câmara Técnica Estadual. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) emitiu recomendações urgentes para que o município intensifique suas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti e estenda o horário de funcionamento dos postos de saúde, inclusive nos finais de semana e feriados, para garantir o atendimento aos pacientes com suspeita de Dengue.

Leia mais

Um comunicado direcionado à prefeitura sugere a instalação imediata de unidades de referência para acolhimento, notificação, coleta de amostras e encaminhamento para unidades hospitalares, quando necessário. Entretanto, até o momento, as medidas propostas não foram completamente implementadas pela administração municipal. Vitória da Conquista apresenta mais do que o dobro do número de casos de Dengue em comparação com Salvador (5.092) e quase quatro vezes mais do que Feira de Santana (3.270).

Leia mais

A carência de unidades de atendimento municipal vem resultando em superlotação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) estadual de Vitória da Conquista. Embora a unidade esteja disponível para atender cidadãos de qualquer localidade, os residentes da cidade respondem por mais de 97% dos atendimentos. Dentre os atendimentos na UPA, destinada a casos de urgência e emergência, 61% são situações menos urgentes que, idealmente, deveriam ser atendidas pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) municipais.

Leia mais

O Governo do Estado da Bahia tem investido mais de R$ 19 milhões em ações de combate à Dengue, incluindo a aquisição de veículos de fumacê, distribuição de kits para agentes de endemias, medicamentos e capacitação de profissionais de saúde. Em relação a Vitória da Conquista, os veículos de fumacê foram disponibilizados de agosto a novembro de 2023 e, somente em 2024, dez veículos estiveram na cidade entre fevereiro e março. Essa iniciativa tem sido considerada uma medida de última instância, evidenciando uma abordagem reativa ao invés de proativa no combate à doença. Além disso, o Estado abriu 20 leitos de hidratação para atender pacientes.

Leia mais

A deficiência na atenção primária em Vitória da Conquista se torna evidente, com as Unidades Básicas de Saúde operando em horários limitados, o que não atende à demanda da população. Essa ausência na assistência primária contribui diretamente para a sobrecarga da UPA estadual, agravada pela epidemia de Dengue, ressaltando a necessidade urgente de medidas municipais mais eficazes no controle do vetor e na oferta de serviços de saúde.

Leia mais

Fonte: Ascom/Sesab

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Candeias Mix - Notícias de Candeias, Bahia e do Mundo