Lula propõe reajuste a professores e não aceita contrapropostas

O governo liderado por Lula (PT) anunciou, nesta terça-feira (21/5), a “proposta final” aos professores de universidades e institutos federais, declarando que não há espaço para novas contestações por parte da categoria. Segundo o governo, os professores universitários não terão aumento salarial em 2024, mas terão reajustes variando de 13,3% a 31% entre os anos de 2025 e 2026.

Leia mais

Em greve há mais de um mês, os servidores públicos terão até a próxima segunda-feira (27/5) para responder se pretendem aderir ao acordo proposto pelo governo.

Leia mais

O secretário de Relações de Trabalho, José Lopez Feijó, ressaltou que os reajustes previstos entre 2023 e 2026 superam a inflação projetada para os quatro anos de governo de Lula, que é de 16,36%. “Isso significa que o reajuste agora proposto para os docentes acumulará, durante os quatro anos do mandato de Lula, um aumento que poderá variar entre 23% e 43%,” detalhou Feijó.

Leia mais

Em 2023, foi concedido um reajuste salarial linear de 9% para todo o funcionalismo. A partir deste ano, o governo optou por negociar correções específicas para cada categoria.

Leia mais

De acordo com a proposta, os professores terão reajustes que serão implementados de forma progressiva nos próximos anos, de forma a garantir um ganho real aos servidores e evitar perdas salariais devido à inflação.

Leia mais

A decisão do governo Lula de não conceder aumento em 2024 foi recebida com críticas por parte de alguns representantes sindicais, que argumentam que os professores e servidores públicos merecem melhorias salariais imediatas e não apenas promessas para os próximos anos.

Leia mais

Por outro lado, o governo enfatiza que a proposta apresentada é sustentável e leva em consideração o cenário econômico e fiscal do país, buscando equilibrar os interesses dos servidores com as necessidades de controle de gastos públicos.

Leia mais

Até o momento, as negociações entre o governo e os sindicatos têm sido intensas, com ambas as partes buscando chegar a um acordo que seja satisfatório para ambas as partes. A expectativa é de que a categoria dos professores e servidores públicos avalie de forma cuidadosa a proposta final e decida sobre sua adesão até o prazo estabelecido.

Leia mais

O desfecho das negociações entre o governo Lula e os servidores públicos será determinante para o cenário salarial dos próximos anos no funcionalismo público, sendo aguardado com expectativa por todos os envolvidos na discussão.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Candeias Mix - Notícias de Candeias, Bahia e do Mundo