Estudo revela risco 'curioso' para pedestres

Um estudo recente sobre acidentes envolvendo veículos elétricos e híbridos na Europa revelou informações preocupantes para especialistas da área. O principal destaque da pesquisa foi o fato de que carros ecológicos têm uma alta probabilidade de se envolverem em acidentes com pedestres, comparados aos veículos movidos a gasolina ou diesel, devido à sua tecnologia silenciosa.

Leia mais

De acordo com a análise, os carros elétricos e híbridos possuem o dobro de chances de atropelar pedestres em comparação com os carros tradicionais, e essa probabilidade triplica em áreas urbanas, onde o ruído externo mascara ainda mais a chegada dos veículos silenciosos.

Leia mais

Outro aspecto relevante apontado pelos pesquisadores é a influência de motoristas mais jovens e menos experientes nos acidentes envolvendo esses tipos de automóveis. Essa constatação ganha ainda mais importância quando se considera que acidentes rodoviários são a principal causa de morte entre crianças e jovens adultos no Reino Unido, sendo os pedestres responsáveis por um quarto de todas as mortes nas estradas.

Leia mais

Com base em dados coletados entre 2013 e 2017, o estudo analisou mais de 900 mil vítimas, sendo 120 mil delas pedestres. Os números revelados mostram que a taxa média anual de vítimas por 100 milhões de quilômetros percorridos é significativamente maior para carros elétricos e híbridos, chegando a 5,16, enquanto veículos a combustão apresentam uma média de 2,4, conforme publicado no Journal of Epidemiology and Community Health.

Leia mais

Phil Edwards, autor principal do estudo e professor de epidemiologia e estatística na Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, ressaltou a importância de conscientizar os motoristas sobre os riscos envolvidos ao adotar carros elétricos, dada a necessidade de mitigar os impactos das tecnologias silenciosas.

Leia mais

Um relatório do Departamento de Transportes dos EUA apontou um aumento de 20% no risco de acidentes com pedestres envolvendo veículos elétricos e híbridos em comparação com os carros a gasolina e diesel, chegando a 50% em situações de baixa velocidade, devido à falta de alerta sonoro.

Leia mais

Desde julho de 2019, a União Europeia tornou obrigatória a instalação de um sistema acústico de alerta em todos os novos veículos híbridos e elétricos, mas a circulação de carros sem esse dispositivo ainda é uma realidade preocupante. Para os pesquisadores, a implementação efetiva desses sistemas em todos os automóveis e a adaptação aos modelos mais antigos seriam um passo positivo na redução de acidentes.

Leia mais

Além disso, os estudiosos destacaram que a velocidade de aceleração dos carros elétricos, aliada ao seu peso, contribui para uma maior dificuldade de frenagem em situações de emergência, agravando os riscos de colisões com pedestres.

Leia mais

Diante do panorama apresentado pela pesquisa, é fundamental que medidas sejam adotadas para garantir a segurança de pedestres e condutores, bem como para conscientizar a população sobre os riscos envolvidos na circulação de veículos silenciosos. A implementação efetiva de sistemas de alerta acústico e a educação dos motoristas são passos essenciais para prevenir acidentes e proteger a vida nas vias públicas.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Candeias Mix - Notícias de Candeias, Bahia e do Mundo