Descoberta monja guerreira em túmulo de cavaleiros medievais

Durante escavações em um cemitério medieval de cavaleiros na Espanha, arqueólogos descobriram o esqueleto de uma guerreira surpreendente. O estudo, publicado na revista "Scientific Reports", revelou que essa mulher pertenceu à Ordem de Calatrava, uma irmandade dedicada à defesa do reino de Castela entre os séculos XII e XV.

Leia mais

A revelação veio à tona durante a análise dos restos mortais de 25 indivíduos enterrados no castelo Zorita de los Canes, conquistado pela Ordem de Calatrava em 1174. Situado na província de Guadalajara, o castelo tornou-se um importante reduto para a ordem religiosa, que sepultava seus cavaleiros dentro do cemitério da fortaleza.

Leia mais

Os esqueletos examinados exibiam múltiplas lesões severas, indicativas de confrontos violentos. Carme Rissech, uma das autoras do estudo, destacou que as evidências apontam para um grupo de guerreiros. Os especialistas especulam que esses combatentes enfrentaram batalhas cruciais para fortalecer Zorita de los Canes, como as de Alarcos em 1195 e Navas de Tolosa em 1212.

Leia mais

Análises isotópicas dos ossos revelaram detalhes interessantes sobre a alimentação dos soldados, sugerindo que consumiam aves selvagens e peixes de água salgada, mesmo distantes do mar. Esses dados fortalecem a hipótese de que eram cavaleiros de elite, provavelmente com privilégios na sociedade da época.

Leia mais

A descoberta de dois esqueletos incomuns no túmulo - um de uma criança e outro de uma mulher - surpreendeu os arqueólogos. O destino do bebê ainda é um mistério, mas a dieta da mulher sugere uma possível ligação com a Ordem de Calatrava, apesar de seu menor status social.

Leia mais

Os ferimentos de batalha encontrados no corpo da mulher adulta indicam que ela possivelmente lutou como os cavaleiros homens. Os pesquisadores sugerem que ela manejava uma espada com habilidade, desafiando as normas da sociedade medieval. A descoberta desta guerreira destaca o papel das mulheres nas ordens militares e na defesa dos castelos, evidenciando sua coragem e determinação.

Leia mais

O cemitério de Zorita de los Canes guarda segredos fascinantes da história medieval, revelando a presença de uma guerreira desconhecida que desafiou as expectativas de seu tempo. Enquanto repousa entre cavaleiros, sua história é resgatada, acrescentando um capítulo cativante ao legado das ordens militares na Espanha medieval.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Candeias Mix - Notícias de Candeias, Bahia e do Mundo