Deputados baianos pedem providências à embaixada do Canadá contra a ViaBahia

Intensificando a campanha pela duplicação da BR-116, o deputado Hassan (PP) participou nesta terça-feira (16) da reunião da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) e apoiou a proposta de realizar audiência conjunta desta comissão e a Defesa do Consumidor e Relações do Trabalho e de Agricultura e Política Rural, na Embaixada do Canadá, para apresentar o descumprimento do contrato por parte da ViaBahia, e internacionalizar a luta contra o desrespeito e desmandos da concessionária, que administra as BRs 324 e 116 na Bahia.

Leia mais

“Também iremos participar em Brasília, na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, da Câmara dos Deputados, de audiência pública, proposta pelo deputado federal Jorge Solla, para exigir que a ViaBahia cumpra as obrigações assumidas no contrato de concessão”, disse Hassan.

Leia mais

O parlamentar explicou que a decisão de internacionalizar e denunciar a ViaBahia à Embaixada do Canadá deve-se ao fato de que a concessionária é administrada por um grupo canadense. O Grupo Roadis, estabelecido pelo fundo de pensão canadense PSP Investiments, detém o total do capital social da ViaBahia.

Leia mais

O deputado Hassan, que semanalmente faz o percurso de ida e volta Jequié/Salvador, revela que “não há um só dia sem acidentes na BR-116, causados pelas péssimas condições na estrada, com muitos buracos e sem sinalização e iluminação adequadas”. E relata como exemplo o terrível acidente ocorrido na semana passada, envolvendo cinco caminhões, que resultou na morte de um dos motoristas.

Leia mais

Hassan destaca que “há mais de um ano temos nos mobilizado cobrando a duplicação da BR-116, desde a ponte do Rio Paraguaçu até a divisa com Minas Gerais, com ênfase no trecho da Serra do Mutum, que vai de Jaguaquara a Jequié. Fomos à Polícia Federal, Ministério Público Federal e Agência Nacional e Transportes Terrestres (ANTT), e até agora só tivemos como resposta o silêncio e desrespeito da ViaBahia”. E aponta que, ao invés de cumprir o contrato de concessão, manter as rodovias em perfeita conservação e duplicar a 116, a ViaBahia passou a atuar como auxiliar da Polícia Rodoviária Federal: instalou mais de 150 câmaras com inteligência artificial nas duas rodovias, para flagrar motoristas sem cinto de segurança ou falando ao celular, esquecendo-se que as maiores causas dos acidentes são as péssimas condições das BRs 324 e 116.

Leia mais

Gostou deste story?

Aproveite para compartilhar clicando no botão acima!

Visite nosso site e veja todos os outros artigos disponíveis!

Candeias Mix - Notícias de Candeias, Bahia e do Mundo