Ministério da Saúde recomenda suspensão da vacinação de adolescentes

0
(SANDER KONING/ANP/AFP/Getty Images)

O Ministério da Saúde revisou a recomendação de vacinação de adolescentes contra a covid-19. Em nota técnica, publicada ontem (15) pela Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, o ministério passou a recomendar a vacinação apenas para os adolescentes entre 12 e 17 anos que tenham deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

A pasta citou, entre outros argumentos para revisar a recomendação, o fato de que os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos e que a Organização Mundial de Saúde (OMS) não recomenda imunização de adolescentes com ou sem comorbidades.

Queiroga pede que adolescentes sem comorbidades não tomem a 2ª dose contra Covid

Na tarde desta quinta-feira (16), o ministro da Saúde Marcelo Queiroga disse que os adolescentes sem comorbidades não devem tomar a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

Nesta quinta-feira a vacinação dos adolescentes foi suspensa por recomendação do próprio ministério da Saúde. O ministro afirmou que a imunização foi interrompida por “desorganização” nos estados e municípios que aplicaram vacinas que não eram para os adolescentes. Apenas a vacina da Pfizer era permitida.

“Aqueles sem comorbidades, independentemente da vacina que tomaram, não tomem outra, por uma questão de cautela. Os com comorbidades podem completar o esquema vacinal”, aconselhou Marcelo Queiroga.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.