Empresa Avanço finaliza atividades na Região Metropolitana de Salvador e devolve linhas de ônibus.

Por Redação
3 Min

A empresa de transporte Avanço Transportes anunciou oficialmente o encerramento de suas operações na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A empresa, responsável por linhas que conectam Lauro de Freitas, Camaçari e Candeias, transferirá suas rotas para a Agência de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

Segundo o Sindicato dos Rodoviários da RMS (Sindimetro), o proprietário da Avanço, Fabrício Figueiredo, justificou que a empresa não possui mais viabilidade para manter suas operações na região, citando diversos motivos. O déficit financeiro enfrentado pelas linhas da Avanço tornou-se insustentável, exacerbado pela defasagem nas tarifas praticadas e pela concorrência do transporte clandestino.

Com o encerramento das atividades da Avanço, mais de 100 funcionários enfrentarão demissões, intensificando a crise no sistema de transporte metropolitano. O Sindimetro revelou que a empresa solicitou uma reunião para comunicar quais linhas serão transferidas e a quantidade de rodoviários que serão dispensados.

O empresário assegurou que todos os direitos trabalhistas dos funcionários serão pagos.

A decisão da Avanço Transportes de encerrar suas operações na RMS tem gerado preocupação entre os trabalhadores e usuários do transporte público da região. Com a transferência das rotas para a Agerba, espera-se que haja uma reorganização no sistema de transporte, visando minimizar os impactos causados pelo fechamento da empresa.

O anúncio do encerramento das atividades da Avanço também levanta questões sobre a situação do transporte público na RMS, especialmente no que diz respeito à competitividade das empresas e à qualidade dos serviços oferecidos aos passageiros. A concorrência do transporte clandestino tem sido apontada como um dos principais desafios enfrentados pelas empresas de ônibus que operam na região.

Diante desse cenário, é fundamental que as autoridades competentes atuem de forma proativa para garantir a continuidade e a melhoria do transporte público na RMS. Medidas como o combate ao transporte clandestino, a revisão das tarifas praticadas e o incentivo à modernização das frotas podem contribuir para a sustentabilidade do setor e para a garantia de um serviço de qualidade para a população.

A transferência das linhas da Avanço para a Agerba representa um novo capítulo na história do transporte público da RMS. Caberá às autoridades e às empresas do setor trabalharem juntas para superar os desafios e garantir um serviço eficiente e acessível para todos os usuários. Espera-se que a transição ocorra de forma tranquila e que os impactos do encerramento das operações da Avanço sejam minimizados.

Compartilhe Isso
- Advertisement -