Popularidade de Lula no Nordeste recua por economia e segurança pública

Por Redação
2 Min

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está enfrentando uma queda de popularidade na região Nordeste, que é considerado um reduto eleitoral do Partido dos Trabalhadores. De acordo com uma reportagem da revista Veja, pesquisas recentes realizadas por três institutos (Apec, AtlasInel e Parabá Pesquisas) indicam uma diminuição de mais de 10 pontos na aprovação do terceiro mandato de Lula.

Salvador, juntamente com Fortaleza e Recife, faz parte das três maiores capitais onde o presidente petista tem perdido popularidade.

Na capital cearense, o descontentamento com o governo aumentou em 18 pontos, segundo a Paraná Pesquisas.

Em Salvador, a queda foi um pouco menor: 4 pontos entre os que aprovam e seis pontos entre os que desaprovam. Já em Recife, houve uma diminuição de quatro pontos na aprovação e um aumento de seis pontos na desaprovação.

De acordo com a Veja, um dos principais motivos de frustração na região está relacionado ao campo econômico. A esperada reviravolta durante o governo de Lula ainda não se concretizou em uma nova onda de prosperidade. O Nordeste continua apresentando o maior percentual de desempregados (10,4%) entre as diferentes regiões do país. A Bahia possui a maior taxa de desemprego do país (13,3%), seguida de Pernambuco, dois estados importantes nas eleições do petista.

A segurança pública é outro fator crítico para a região, e mais uma vez a Bahia aparece entre os estados com altos índices de criminalidade.

No seu primeiro mandato, iniciado em 2003, Lula conquistou 62% dos votos na região Nordeste. Em 2022, esse número subiu para 77% na região.

Compartilhe Isso
- Advertisement -