YouTube decide não tirar vídeo de Bolsonaro com embaixadores

0
“Após revisão, não foram encontradas violações às políticas de comunidade do YouTube no vídeo em questão, postado em 18 de julho no canal Jair Bolsonaro”, disse o YouTube – Foto: Antonio Cruz | Agência Brasil

Após alguns dias de análise, o YouTube anunciou, nesta quinta-feira, 21, que não retirará o vídeo de Bolsonaro em que ele encontra com embaixadores em Brasília e diz que está empenhado em apresentar uma “saída” para as eleições deste ano.

O vídeo com os embaixadores, que foi uma live desta segunda-feira, 18, que teve a gravação mantida na plataforma, conta com discurso com ameaças à democracia, segundo o senador Otto Alencar (PSD), entidades brasileiras, entre outras pessoas e instituições. No entanto, o YouTube diz ter ouvido “especialistas externos, criadores de conteúdo e a sociedade civil” e ter chegado à conclusão de que não houve violações.

“Após revisão, não foram encontradas violações às políticas de comunidade do YouTube no vídeo em questão, postado em 18 de julho no canal Jair Bolsonaro. Nossas equipes trabalham arduamente para garantir que tenhamos um equilíbrio entre liberdade de expressão, valor fundamental do YouTube, e a segurança das pessoas que diariamente buscam por informação na plataforma”, disse em nota o YouTube.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.