Geddel reaparece e diz ‘vão ter que me engolir’

0

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) discursou publicamente, ontem (1º), pela primeira vez desde a sua prisão em setembro de 2017, após a Polícia Federal descobrir um bunker com R$ 51 milhões em um apartamento de Salvador.

Ele exaltou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fustigou o pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) e disse que ninguém irá o constranger.

“Explorem o que quiser, falem o que quiser, mas não vão cassar minha cidadania. Não nasceu ainda nem na Bahia e no Brasil ninguém para cassar minha coragem. […] Os que quiserem explorar, que o façam. Sabe por quê? Eu vou lembrar velho Zagallo: vão ter que me engolir, porra”.

As declarações foram durante o lançamento das chapas proporcionais do MDB da Bahia, na sede do partido, em Salvador, ao lado do candidato a vice-governador na chapa liderada por Jerônimo Rodrigues (PT), Geraldo Júnior (MDB).

O emedebista está em liberdade condicional desde fevereiro deste ano na condenação por lavagem de dinheiro. Ele foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a 14 anos de prisão e ficou 4 anos preso em regime fechado.

Geddel afirmou ainda que candidaturas de Lula e de Jerônimo Rodrigues (PT) representam “um novo caminho de esperança”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.