Prefeita de cidade baiana cria projeto de Lei que aumenta em 32% o próprio salário

0

Já imaginou fazer uma proposição que aumenta o seu próprio salário e, juntamente, os vencimentos de quem vai aprovar o seu aumento? Isso aconteceu numa cidade baiana que fica no sudoeste baiano, a 337 km distante de Salvador.

Por lá, a prefeita local, Lorenna Di Gregorio (PSD), criou um projeto de lei -já aprovado pela Câmara Municipal- que aprovou o aumento de 32% no seu próprio salário, além da mesma correção para vice-prefeito, dos secretários e dos próprios vereadores, cujo reajuste no subsídio dos edis passa a valer a partir de janeiro de 2023.

Para efeito de comparação, o salário mínimo do brasileiro em 2023 terá reajuste de 6,7%, seguindo projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para este ano. A estimativa também consta do PLDO.

A informação foi publicada no Blog Itiruçu Online e confirmada pelo BNews. A aprovação do aumento para políticos do município de Itiruçu aconteceu na última terça-feira (17) após votação feita mediante pedido de urgência feito pelos vereadores Tony Anjos, Ezequiel Borges, Agnaldinho, Ito do Feto, Val Caetano e Jó de Jú.

Leia também:33 municípios da Bahia estão em estado de calamidade pública; saiba quais são

No PL N °05/22, Lorenna Di Gregorio justifica que o aumento é para “recomposição inflacionária nos salários da classe política, retroagindo a Janeiro. O último reajuste para classe política foi dando em 2016, sendo fixado em R$ 14.000,00 de prefeito, R$ 7.000,00 para o vice; e Secretários Municipais em 4.000,00, que sofrerão reajustes de 32%, passando a R$ 18.480,00 para prefeita, 9.240,00 o vice e Secretários 5.280,00. O controlador interno do município passa a receber R$ 5.940,00”.

O PL foi sancionado na última quarta-feira (19). Com a aprovação, o salário dos vereadores sobe de R$6 mil para R$7.920 a partir de janeiro de 2023.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.