Deputado é cassado no TSE, acusado de divulgar ‘fake news’

0

Fernando Francischini

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, majoritariamente, cassar o mandato do deputado estadual Fernando Francischini (PSL-PR). Ele é acusado de disseminação de notícias falsas contra as urnas eletrônicas. A decisão foi proferida na manhã desta quinta-feira (28), por 6 votos a 1, e com isso o bolsonarista fica inelegível por oito anos, contados a partir de 2018 – ou seja até 2026.

O julgamento foi retomado nesta manhã, logo após os ministros rejeitarem ações que pediam a cassação dos mandatos do presidente Jair Bolsonaro e do vice Hamilton Mourão em razão de disparos em massa de notícias falsas e ataques a adversários, por meio do WhatsApp, durante as eleições de 2018. O chefe do Executivo também é investigado no TSE por levantar suspeitas sobre o sistema eletrônico de votação em live nas redes sociais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.