Bolsonaro se diz vítima de chantagem para desistir de Mendonça no STF

0
Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil

 

O presidente Jair Bolsonaro disse num evento em Campinas (SP) que vem sendo chantageado para não nomear André Mendonça para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). “Chegam recados: ‘A gente resolve CPI, a gente resolve tudo. Me dê a vaga pro Supremo’’, afirmou Bolsonaro na “Feira Brasileira do Nióbio”.

Bolsonaro não disse quem é o autor das chantagens. Ele vem se digladiando com Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente da Comissão de Constituição e Justiça, em torno da indicação de Mendonça.

De acordo com O Globo, Bolsonaro enviou o nome de Mendonça para avaliação do Senado em julho, mas o senador do Amapá, a quem cabe pautar a sabatina de Mendonça na CCJ, ainda não marcou uma data. Alcolumbre nunca explicou claramente por que não agenda a sabatina.

Nos bastidores, Bolsonaro vem dizendo a grupos de aliados e parlamentares que Alcolumbre vem fazendo exigências para liberar o caminho de Mendonça. Há um mês, em reunião com lideranças evangélicas, o presidente afirmou que Alcolumbre queria nomear um aliado para um ministério e mais uma cota de R$ 1 bilhão em emendas parlamentares.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.