‘Objetivo de ter o maior partido do Brasil e da Bahia’, diz Neto sobre fusão do DEM com PSL

0
Foto: Reprodução

Após a Executiva Macional do DEM aprovar, por unanimidade, a fusão com o PSL, o presidente do partido e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou, em entrevista a Tribuna da Bahia, que a intenção é de ter “o maior partido do Brasil e da Bahia” para as eleições de 2022.

“Estamos nesse processo de análise da fusão dos dois partidos com o objetivo de criar um novo partido, que seria o maior partido do país. E que permita ter um projeto forte e vitorioso no Brasil no próximo ano. E, claro, que, caso isso dê certo, ele também já nasce com todo peso político na Bahia para ser o principal partido do estado. Esse é o nosso objetivo: ter o maior partido do Brasil e o maior partido da Bahia”, declarou.

Se concretizado, o novo partido terá a maior bancada da Câmara dos Deputados, com 81 parlamentares sendo seis na Bahia, além de sete senadores, sete deputados estaduais na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), três governadores, o maior tempo de rádio e televisão na campanha de 2022 e os maiores fundos eleitoral e partidário com R$ 478 milhões, acima do PT que recebe R$ 300 milhões.

De acordo com informações do jornal o Estado de S. Paulo, o objetivo das duas legendas é oficializar a fusão até outubro. Depois da reunião da Executiva, o DEM vai convocar para o próximo mês um encontro do Diretório Nacional para decidir internamente a fusão.

Dentro do PSL também estão marcadas reuniões para debater o assunto, mas a aprovação da fusão também já está praticamente aprovada internamente.

A presidência do partido deve ficar com Luciano Bivar, atual presidente do PSL, e a Secretaria-Geral com ACM Neto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.