“Dayane Pimentel vai sair da política e voltar pra insignificância”, diz Eduardo Bolsonaro

0

Os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL) e Dayane Pimentel (PSL) vêm trocando ataques e não é de hoje. A baiana ficou insatisfeita com o presidente que ajudou a eleger, já Eduardo a vê como uma traidora. Na quinta-feira (16), o filho de Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que a carreira política de Dayane deve ser encerrada nas eleições de 2022.

“Ela tem que prestar satisfação não é a mim, não. É aos eleitores dela, que se elegeu ao lado do meu pai. Ano que vem vai sair da política e voltar pra insignificância”, ele declarou, em entrevista à rádio Piatã FM.

A parlamentar integrava a base de apoio do atual presidente da República até o final de 2019, quando começou a se dizer decepcionada com os rumos que o governo federal levou. Ela inclusive participou das últimas manifestações promovidas pelo Movimento Brasil Livre (MBL) pelo impeachment de Bolsonaro, na Avenida Paulista.

Ao retornar do protesto, Dayane Pimentel viu que Eduardo a tinha marcado em um storie, ferramenta do Instagram. Na imagem compartilhada por ele, a deputada federal é chamada de traidora e aparece com um alvo no rosto. “Me senti muito ameaçada, como se [ a mensagem ] tivesse vindo do PCC, não vi diferença por causa da possível ligação com milícias”, declarou.

“Para vencer as eleições de 2018 eles diziam que iam combater bandidos, mas hoje eles querem combater mulheres comprometidas com o país”, completou. Dayane ingressou com uma representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados contra o deputado Eduardo Bolsonaro, na terça-feira (14).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.