Hilton não descarta participação do PSOL em ‘unificação’ de partidos para derrotar Bolsonaro

0
Lula Bonfim / Bahia Notícias

O deputado estadual Hilton Coelho (PSOL) afirmou que o PSOL deve lançar candidato na disputa pela Palácio do Planalto, mas não descartou o apoio do seu partido ao nome que for ao segundo turno contra Jair Bolsonaro (sem partido) nas eleições de 2022.

“No plano nacional a centralidade é a derrota de Bolsonaro e dentro de perspectiva de contribuição. Todas as alternativas políticas devem expressar todo o seu repúdio a Bolsonaro da melhor maneira que elas acharem. Primeiro turno estou entre aqueles que advogam que o PSOL deve ter um candidato próprio. Já tem um nome maravilhoso a disposição que é o companheiro Glauber Braga, que se colocou na perspectiva de representar o PSOL numa frente de esquerda no processo eleitoral. Nós devemos caminhar dessa forma no primeiro turno e no segundo turno numa unificação para derrotar Bolsonaro”, disse o parlamentar ao Bahia Notícias.

Hilton é um dos políticos que estão presentes no ato de 7 de Setembro contra o presidente no Campo Grande. Ao BN ele falou sobre a importância da manifestação.

“O país esta passando por um constrangimento enorme porque quem ocupa o poder central hoje está falando contra a perspectiva de participação popular, dizendo que as coisas devem ser centralizadas por cima, que deve haver uma restrição ao debate das ideias. Nós estamos aqui, em um dia em que tradicionalmente ressignificamos o que é o 7 de setembro, com o Grito dos Excluídos. Nós não vamos dar um passo atrás”, pontuou.

por Lula Bonfim / Anderson Ramos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.