Polêmica: Bolsonaro fala em “fake news” e diz que não vai “peitar o STF” porque tem “noção de judô”

0
Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou nesta quinta-feira (29/7) a nota que o Supremo Tribunal Federal (STF) publicou nesta quarta-feira (28/7), na qual a Corte insinua que o chefe do Executivo mente ao dizer que a Justiça tirou seus poderes de decisão durante a pandemia de Covid-19.

Como resposta, o mandatário afirmou que não “peitar o STF”, porque tem “noção de judô”. “Dizer que não tirou poderes meus é fake news”, disse Bolsonaro a seus apoiadores, em Brasília. “Uma decisão de abril [de 2020] definiu que as medidas restritivas impostas por governadores e prefeitos não poderiam ser mudadas por mim”, acrescentou.

Na ocasião, Bolsonaro voltou a criticar as medidas restritivas adotadas por prefeitos e governadores na tentativa de conter a disseminação do coronavírus.

“Fecharam templos religiosos. Fizeram barbaridades. Acobertado, acobertado não, mas autorizado pelo STF. E veio o Supremo ontem no seu canal oficial falar de fake news. Eu não fechei um botequim no Brasil porque não adiantava tomar providência, porque prefeitos e governadores tinham mais poder do que eu. E o que alguns fizeram no passado não foi lutar para salvar vidas, não. Foi luta por poder. Tentaram nos derrubar pela economia”, continuou.

O chefe do Executivo prometeu ainda divulgar uma nota sobre o assunto e disse que “está por cima”. Ele também se confundiu ao citar a frase escrita pelo STF. “Tenho uma nota, não vai ser para peitar o STF, até porque eu estou por cima, tenho noção de judô. Eu vou demonstrar. Eles dizem lá que ‘uma mentira repetida mil vezes se torna uma verdade’, isso é verdade. Eles tinham que aplicar para a esquerda”, disse Bolsonaro a seus simpatizantes

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.