Contra atentados, PT quer reforça segurança de Lula na campanha de 2022

0
Foto: Ricardo Stuckert/divulgação/Fotos Públicas

O Partido dos Trabalhadores (PT) debate um reforço na segurança de Luiz Inácio Lula da Silva durante a campanha eleitoral do ano que vem. O ex-presidente deve disputar o Palácio do Planalto em 2022.

Segundo publicação do jornal Folha de S.Paulo, o tema é debatido discretamente. A motivação seria a radicalização no ambiente político e a natureza de alguns apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

A preocupação, no entanto, não é exclusiva da esquerda. Em 2018, o próprio Bolsonaro recebeu uma facada.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.