ACM Neto recebe governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; “construir um caminho para o nosso país”

0

foto: Erica Soledade
O ex-prefeito de Salvador e presidente do Democratas, ACM Neto, conversou pessoalmente com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), nessa sexta-feira (16/7). “Um dos grandes nomes da nova geração de políticos do Brasil”, escreveu Neto.

“Fico muito esperançoso no futuro por ver que a nossa geração tem bons exemplos de integridade, liderança e gestão pública. Com diálogo, podemos construir um caminho para o nosso país”, conclui o democrata.

VEJA ABAIXO

EM TEMPO

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), esteve no Linha de Frente, conteúdo de política do Grupo Aratu, nesta sexta-feira (16/7). Diretamente do estúdio da emissora, o gestor conversou com os jornalistas Pablo Reis e Matheus Carvalho sobre política nacional, eleições 2022, voto auditável, a declaração dada no início do mês sobre sua orientação sexual e mais.

Perguntado sobre sua afinidade com o Partido dos Trabalhadores, Leite garantiu que não vê muitas semelhanças, mas que não acredita que a sigla seja “um mal a se eliminado”. “O PT, infelizmente, com seu discurso ao longo da história e com o governo do ex-presidente Lula, gerou um terreno fértil para que surgisse o Bolsonaro. Sempre dizendo que do lado deles estavam os honestos, e nós vimos que não é bem assim. O PT sempre quis exclusividade sobre as pautas, como se eles fossem os únicos a se importarem com os mais pobres”.

O governador comentou a declaração que deu no programa Conversa com Bial, no início deste mês, sobre sua orientação sexual. “Foi uma decisão que eu tomei, de falar sobre isso, independentemente do processo eleitoral. Ao contrário do que diz o presidente, não é uma tentativa de impor minha visão. Eu disse que sou gay, não que era para as outras pessoas serem gays. Quero uma política de igualdade, de respeito. Sempre atuei a favor disso, e não só, mas de políticas raciais, por exemplo. Comecei a falar sobre isso porque se desenha um cenário inicial de eleições, e se eu deixasse para falar mais tarde, aí sim ia parecer oportunismo”.

Quando esteve no programa global, Leite afirmou ressaltou que é “um governador gay. Não sou um gay governador, tanto quanto Obama nos EUA não foi um negro presidente. Foi um presidente negro. E tenho orgulho disso. Não trouxe esse assunto, mas nunca neguei ser quem eu sou. Nunca criei um personagem”, disse.

Desde que foi eleito governador, em 2018, é a primeira vez que Leite desembarca em Salvador. O chefe do Executivo estadual gaúcho tem dito que tem a intenção de disputar as prévias da legenda para concorrer à vaga de presidente do Brasil em 2022, contra o governador de São Paulo, João Doria.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.