Rui Costa chora ao falar de pai que perdeu filha adolescente para a Covid-19

0
Foto: divulgação/Secom GOVBA

O governador Rui Costa (PT) estava em uma entrevista ao vivo, na manhã desta segunda-feira (1), quando se emocionou ao contar sobre um pai que perdeu sua filha de 16 anos em decorrência de complicações da Covid-19. “Eu fico me perguntando quantos choros mais, de pais, mães e filhos, vamos ter que presenciar”, disse.

Segundo o político, pouco antes de entrar ao vivo pela TV Bahia, viu este pai desesperado por conta da morte da filha e não pôde conter as lágrimas ao relatar o caso. No boletim epidemiológico divulgado ontem (28), foram registrados 90 novos óbitos pela doença, além de 3.133 novos casos confirmados. Os leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) Adulto para Covid-19 já têm 84% de ocupação e, para Rui Costa, o problema não será solucionado com os leitos adicionais que vêm sendo abertos.

“Não serão mais 100 leitos que vão resolver o problema, nem 200 leitos, essa doença, se a gente não mudar o comportamento das pessoas, mesmo com mais mil leitos, vai continuar morrendo muita gente”, disse. O governador comparou a situação da pandemia a um enchente, em que os novos leitos seriam apenas baldes para tentar diminuir o volume da água, sem surtir muito efeito.

Ele ainda teceu críticas aos que defendem o direito individual de aglomerar e aos que discordam das medidas restritivas que proíbem o funcionamento de serviços não essenciais até quarta-feira (1). “O que é mais importante? 48 horas de uma loja funcionando ou vidas humanas?”, questionou.

Por fim, o governador da Bahia utilizou o exemplo dos Estados Unidos para criticar o governo federal brasileiro. Para Rui, o recente avanço na vacinação no país norte-americano se dá porque houve troca de presidentes e Joe Biden valoriza a vida. Por fim, afirmou que o Brasil ficará na história como o país que pior lidou com a pandemia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange