Cajazeiras entram na lista das medidas restritivas e comércio será fechado; veja quais serão afetadas

0
Foto: Driele Veiga / TV Aratu

A região de Cajazeiras, em Salvador, entra a partir desta sexta-feira (24/7) na lista de localidades que passam a contar com medidas de restrição de atividades, por conta da disseminação do novo coronavírus. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (22/7) pelo prefeito ACM Neto (DEM).

De acordo com o prefeito, estão inseridos na relação oito bairros: Cajazeiras 7, 8, 10 e 11; além de Fazenda Grande 1, 2, 3 e 4. Na oportunidade, o gestor da cidade ressaltou que, em todos os locais, o período inicial de validade das medidas será de sete dias.

Liberdade, Itapuã, Coutos e Fazenda Coutos saem da lista. Porém, a mesma determinação não ocorre no Nordeste de Amaralina, Águas Claras e Castelo Branco, onde as atividades serão restringidas por mais sete dias, devido ao alto número de casos de infectados pela Covid-19.

ACM Neto disse que, a partir de agora, haverá a unificação das datas de validade das medidas regionalizadas nos bairros. “Isso vai facilitar, até por parte da Prefeitura, o acompanhamento dessas ações, que foram fundamentais para evitar o colapso no nossos sistema de saúde e nessa verdadeira guerra contra a pandemia. Mas continuamos pedindo que as pessoas nos ajudem, mesmo naquelas localidades em que as restrições mais duras deixam de valer. É preciso continuar respeitando o isolamento social”.

Nos últimos sete dias, a região de Cajazeiras, sobretudo nas localidades que terão medidas mais restritivas a partir de sexta-feira (24/7), teve um crescimento preocupando dos casos de Covid-19. Em Cajazeiras 7, por exemplo, foram 45 casos nesse período, contra 54 dos últimos 30 dias, o que representa um crescimento de 83%, segundo a Secretaria Municipal da Saúde.

Dentro desse mesmo parâmetro, em Cajazeiras 8, esse crescimento foi de 65% (87 contra 133); em Cajazeiras 10, de 60% (66 contra 110); em Cajazeiras 11, de 58% (63 contra 108); em Fazenda Grande 1, de 50% (38 contra 76); em Fazenda Grande 3, de 54% (30 contra 56); em Fazenda Grande 4, de 63% (32 contra 51); e em Fazenda Grande 2, de 73% (119 contra 162).

“Esses números mostram que houve um crescimento acelerado dos casos nessa grande região da cidade nos últimos sete dias, fazendo com que a luz amarela fosse ligada. Com base nos critérios técnicos que adotamos para incluir as localidades nas medidas mais restritivas, chegou a hora de chegarmos mais firmes e com as ações de proteção à vida nessa parte da cidade”, explicou ACM Neto.

Em todos os locais com ações de isolamento mais rígidas, os comércios formal e informal devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. Apenas atividades essenciais podem funcionar, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange