Secretário Carlos Martins critica cortes no Bolsa Família em meio à crise do coronavírus

0


O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS), Carlos Martins, criticou nesta sexta-feira (20) o corte de 158 mil famílias no programa Bolsa Família. Reportagem do portal UOL mostra que o governo federal cortou, em março, 158.452 mil bolsas, sendo 98.861 (61,1%) da região Nordeste do país.

Na Bahia, dados da SJDHDS mostram que o governo federal desligou 36.333 mil famílias em março de 2020, quase 1/4 do total em todo o país. As cidades com o maior número de famílias desligadas são Salvador (3.896), Camaçari (768), Juazeiro (600), Feira de Santana (555) e Alagoinhas (515).

Em meio à pandemia do coronavírus, com governadores e prefeitos unindo esforços para combater a disseminação do vírus, o secretário criticou a ação deliberada contra os mais pobres e os nordestinos.

“Estamos enfrentando uma das mais graves crises de nossa história, mas o governo Bolsonaro encontra tempo para excluir famílias do Bolsa Família. Além da falta de ação contra o COVID-19, o governo retira 158 mil famílias. E pior: 61% são de famílias do Nordeste, a região que mais precisa do programa”, comentou o secretário da SJDHDS, Carlos Martins

“A irresponsabilidade do governo Bolsonaro vai custar muito caro para todos nós e ultrapassa todos os limites”, completou o gestor da área social do governo Rui Costa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange