Isidório e Lula rebatem ministro que ironizou ida de “empregadas domésticas” para a Disney

0

Foto: Agência Brasil

Uma fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, repercutiu negativamente. O gestor comentava sobre a alta do dólar, que encerrou a quarta-feira (12/2) vendido a R$ 4,3505, quando disse que “todo mundo estava indo para a Disney, [inclusive] empregada doméstica”.

“Parasita é o senhor, Ministro Guedes! Tanto ódio contra os servidores públicos e as empregadas domésticas só pode ser doença – Tchutchuca vírus!”, protestou o deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de Salvador Pastor Sargento Isidório.

Não demorou muito para outros políticos criticarem. Na manhã desta quinta-feira (13/2), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por meio de uma mensagem no Twitter, rebateu a frase de Paulo Guedes. “É triste, e muita gente acha que exagero quando digo isso. Mas essa gente não suporta nem a ascensão social dos mais pobres, nem o desenvolvimento soberano do Brasil”, escreveu Lula.

FRASE POLÊMICA

Na polêmica frase, Guedes afirmou que, quando o dólar estava próximo a R$ 1,80, as exportações caíam, mas o país tinha “todo mundo indo pra Disney, empregada doméstica indo para Disney”. O ministro afirmou que, ao dar o exemplo da empregada doméstica, quis dizer que a taxa de câmbio estão tão valorizada (real fortalecido), que todo mundo estava indo para Disneylândia, até classes sociais mais baixas.

“Todo mundo tem que ir para Disneylândia conhecer Walt Disney. Mas não ir três, quatro vezes ao ano, até porque com o dólar a R$ 1,80 tinha gente indo três vezes ao ano. Vai aqui para Foz do Iguaçu, Chapada da Diamantina, conhece um pouco do Brasil, conhece a selva amazônica e, da quarta vez, conhece a Disneylândia. Então é só isso que digo. Mudamos o mix”, completou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange