Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

Rui Costa não comparece à cerimônia de abertura da folia na Barra

O governador e a primeira-dama do estado, Aline Peixoto, participaram da festa no Campo Grande

Foto: Manu Dias / Gov-BA

Quebrando uma tradição de pelo menos 12 anos, quando governador e prefeito abrem juntos e oficialmente o Carnaval de Salvador, entregando simbolicamente a chave da cidade ao Rei Momo, Rui Costa (PT) não compareceu à cerimônia de abertura da folia na Barra, nesta quinta-feira, 8, apesar de ter sido formalmente convidado pelo prefeito ACM Neto (DEM). Neste que é um ano eleitoral, no qual Rui e Neto devem se enfrentar nas eleições de outubro, o governador preferiu se dirigir diretamente ao camarote oficial do governo do estado, no Campo Grande.

Em entrevista à imprensa, Rui disse que o motivo da ausência foi “a vinda à abertura do Carnaval no Campo Grande”, onde o governo do estado estaria bancando três atrações na noite desta quinta. Na Barra, seria somente uma. Rui disse, ainda, que a intenção foi a de valorizar os dois principais circuitos da festa. O governo enviou um representante para a Barra, de acordo com a assessoria de imprensa do Estado.

“O motivo é a vinda da abertura do Carnaval no Campo Grande. Então, aqui tem atrações que nós estamos ajudando no Carnaval e eu resolvi acompanhar, aqui, a abertura do Campo Grande. E nós temos que valorizar os dois circuitos. E aproveitando que o prefeito está lá, no circuito Barra-Ondina, e o governador está no Campo Grande”, disse Rui.

O prefeito ACM Neto minimizou a ausência do governador na cerimônia de abertura ao afirmar que “ninguém é obrigado a ir” e revelou que telefonou para Rui o convidando para o evento: “Não sei o que motivou a ausência do governador. Fiz minha parte, liguei para ele essa semana, o convidei. Abrimos diálogo das duas equipes do cerimonial da prefeitura e do governo, para preparar tudo e garantir presença dele. É direito dele não ir. Ninguém é obrigado a ir”, afirmou à imprensa no local.

Ambos, Rui e Neto, desconversaram sobre supostas motivações políticas para a separação dos dois chefes do Executivo no evento simbólico. Ao ser perguntado se se tratava de um prenúncio das eleições, Rui respondeu que “é prenúncio de uma festa onde todos os circuitos são valorizados”, e riu. Já Neto, perguntado se havia motivação política para o fato, preferiu dizer que “se por acaso” soubesse de algum elemento de natureza política, somente daí poderia comentar.

  1. Angelo Menezes
    Angelo Menezes Diz

    CERTO VC GOVERNADOR,QUM SE MISTURA COM PORCOS,FARELO COME!

  2. Kevin Vinicius
    Kevin Vinicius Diz

    Carnaval da barra é turista, no campo grande o baiano

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.