SAO JOAO
SAO JOAO

Salvador se destaca em ações sustentáveis no Dia do Meio Ambiente

Por Redação
5 Min

As ações de sustentabilidade desenvolvidas pela Prefeitura de Salvador foram destaque no evento internacional “Inovação Urbana Rumo ao Desenvolvimento Criativo e Sustentável”, que teve início nesta quarta-feira (5) – Dia Mundial do Meio Ambiente – no Arquivo Público Municipal, no Comércio. O prefeito Bruno Reis apresentou as principais iniciativas que tornaram a capital baiana uma referência no Brasil e no mundo quando se trata de conciliar crescimento urbano com preservação do meio ambiente.

“Assumimos o compromisso do Acordo de Paris de zerar as emissões de gás carbônico até 2049, quando a cidade completar 500 anos de fundação. Ao assumir a Prefeitura, renovei esse pacto e enviei ofícios para 416 prefeitos da Bahia solicitando que fizessem o mesmo, pois sabia que esse debate deveria envolver todas as lideranças”, explicou.

Bruno Reis relembrou as medidas recentes adotadas para reduzir os impactos ambientais em Salvador por meio de novas políticas públicas. Recentemente, o município emitiu decretos determinando a substituição do uso de gasolina por etanol no abastecimento da frota de carros oficiais da Prefeitura, a proibição de copos plásticos em órgãos ligados à gestão e a criação de núcleos e grupos internos para debater melhores práticas sustentáveis.

Além disso, foram encaminhados projetos de lei sobre compra pública circular, priorizando produtos cujos insumos foram reutilizados da natureza, agroecologia e a aquisição de mais ônibus elétricos para o sistema de transporte.

“Em Salvador, atualmente temos oito ônibus elétricos e estamos em negociações para adquirir 77 veículos do tipo para o BRT em uma operação com o BID. Também há um projeto para a compra de mais de 90 ônibus elétricos pelo Fundo Clima do BNDES. Portanto, somando tudo, até o próximo ano a cidade terá 175 veículos com essa tecnologia, o que representará 10% da frota da cidade”, afirmou o prefeito.

Outra iniciativa que evidencia a eficácia de Salvador na luta contra as mudanças climáticas são os índices de redução de gases de efeito estufa na atmosfera.

Entre 2019 e 2022, a capital registrou uma redução de 41% nas emissões em Afolu (Agriculture, Forestry and Other Land Use), categoria que engloba os diversos usos da terra e reflete uma condição de baixo desmatamento. No mesmo período, a cidade reduziu em 31% as emissões no setor de energia estacionária e em 24% no setor de transportes.

Além disso, a cidade ganhou espaços de preservação ambiental como o Viveiro de Restinga, em Praia do Flamengo, e concluiu a recuperação e criação dos Parques da Cidade e Pedra de Xangô (Cajazeiras), assim como o Jardim Botânico (São Rafael). Desde 2013, mais de 100 mil mudas de árvores foram plantadas.

Uma novidade é que em breve a cidade terá um Centro de Interpretação da Mata Atlântica, cujas obras estão em andamento no Bonfim. Complementando a lista de ações sustentáveis da Prefeitura, está o desenvolvimento do programa Salvador Solar, que oferece incentivos para a instalação de sistemas fotovoltaicos em residências e estabelecimentos comerciais, o IPTU Verde e a Outorga Verde, que concedem descontos para imóveis que adotam medidas sustentáveis.

“Graças aos investimentos feitos na cidade, ela está mais resiliente e preparada. Salvador se tornou uma referência no Brasil e no mundo, com diversos casos de sucesso nessa área que garantem o crescimento sustentável”, concluiu o prefeito de Salvador.

O evento, realizado em parceria entre a Prefeitura e o CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), acontece até esta quinta-feira (6), debatendo temas como biodiversidade, desenvolvimento sustentável e economia criativa.

O encontro reúne representantes de diversos países e organizações, como ICLEI (Governos Locais para a Sustentabilidade), GIZ, ONU Habitat Brasil e C40 Cities, rede global de quase 100 prefeitos das principais cidades do mundo que estão unidos em ação para enfrentar a crise climática.

Compartilhe Isso
- Advertisement -