Testes em urnas eletrônicas confirmam segurança do sistema de votação

Por Redação
2 Min

O teste de segurança das urnas eletrônicas para as eleições municipais de outubro foi encerrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta sexta-feira (17). Desde 2009, essa etapa é realizada como procedimento padrão.

Os peritos da Polícia Federal (PF) e da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) deram início aos testes na segunda-feira (13) para garantir a segurança na transmissão de dados e na manutenção do sigilo dos votos. Dos 35 planos de teste realizados, apenas cinco indicaram a necessidade de melhorias nos sistemas, as quais foram prontamente implementadas pelos técnicos do tribunal.

Segundo Júlio Valente, secretário de Tecnologia da Informação do TSE, os testes confirmaram mais uma vez a segurança do sistema de votação brasileiro. Ele ressaltou que o evento tem o intuito de demonstrar a total transparência dos sistemas eleitorais, inclusive disponibilizando o código-fonte da urna para a realização dos testes.

O teste público de segurança é um marco no mundo, no qual a Justiça Eleitoral submete seus sistemas à avaliação de qualquer cidadão brasileiro”, afirmou Valente.

Nas eleições de outubro, os brasileiros terão a oportunidade de eleger prefeitos e vereadores. O primeiro turno está agendado para o dia 6, enquanto o segundo turno ocorrerá em 27 de outubro.

Com as informações da Agência Brasil, é possível concluir que o processo de teste de segurança das urnas eletrônicas foi concluído com sucesso, garantindo a confiabilidade e transparência do sistema eleitoral brasileiro. A atuação conjunta da PF, UFMS e TSE assegurou que todas as medidas necessárias foram tomadas para proteger a integridade dos votos e garantir a lisura do processo eleitoral.

Compartilhe Isso
- Advertisement -