Bolsonaro recebe alta em SP após tratamento para erisipela

Por Redação
4 Min

O ex-presidente Jair Bolsonaro, que estava internado no Hospital Vila Nova Star, na capital paulista, recebeu alta na manhã desta sexta-feira (17). A informação foi confirmada pelo advogado e assessor do ex-presidente Fábio Wajngarten.

Wajngarten informou em nas redes sociais que o ex-presidente teve alta após 12 dias de internação em São Paulo e que ele já voltou a Brasília. Mais cedo, o ex-presidente postou no X uma foto ao lado dos médicos que o atenderam e disse que estava rumo a Brasília. “Em uma semana tudo normal”, escreveu.

Bolsonaro foi atendido no dia 4 de maio no Hospital Santa Júlia, em Manaus, com um quadro de erisipela. No domingo (5), o ex-presidente chegou a ser internado no hospital para tratar a doença. No dia seguinte, ele foi transferido para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo.

Segundo o Ministério da Saúde, erisipela é um processo infeccioso da pele, que pode atingir a gordura do tecido celular, causado por uma bactéria que se propaga pelos vasos linfáticos. A doença não é contagiosa e é causada pela bactéria Estreptococo, que penetra na pele.

Com informações da Agência Brasil.

O ex-presidente Jair Bolsonaro recebeu alta hospitalar na manhã desta sexta-feira (17) após 12 dias de internação no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. A informação foi confirmada por Fábio Wajngarten, advogado e assessor de Bolsonaro, através das redes sociais. Bolsonaro já retornou a Brasília, conforme informado por Wajngarten em suas postagens.

A foto divulgada pelo ex-presidente ao lado dos médicos que o atenderam indicava seu retorno à capital federal. Bolsonaro expressou otimismo ao mencionar que em uma semana estaria tudo normal, demonstrando confiança em sua recuperação.

A internação de Bolsonaro teve início no Hospital Santa Júlia, em Manaus, no dia 4 de maio, devido a um quadro de erisipela. Posteriormente, no domingo (5), o ex-presidente foi transferido para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde permaneceu sob cuidados médicos.

De acordo com o Ministério da Saúde, a erisipela é um processo infeccioso da pele, podendo atingir a gordura do tecido celular, causado pela bactéria Estreptococo, que se propaga pelos vasos linfáticos. A doença não é contagiosa, mas requer tratamento adequado para evitar complicações.

A equipe médica responsável pelo tratamento de Bolsonaro garantiu sua evolução positiva e a alta hospitalar, permitindo que o ex-presidente retomasse suas atividades em Brasília. A rápida recuperação de Bolsonaro foi atribuída aos cuidados médicos e ao seu estado de saúde estável.

Em resumo, a alta de Bolsonaro representa um alívio para seus apoiadores e seguidores, que acompanharam de perto sua internação e torceram por sua recuperação. O retorno do ex-presidente a Brasília marca o fim de um período de cuidados médicos intensivos e o início de sua retomada às atividades políticas.

Compartilhe Isso
- Advertisement -