Senado aprova suspensão da dívida do RS por 3 anos.

Por Redação
3 Min

O projeto que suspende a dívida do Estado do Rio Grande do Sul com a União por três anos foi aprovado por unanimidade no Senado nesta quarta-feira (15). A proposta agora aguarda a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A tramitação acelerada do projeto teve como objetivo garantir segurança jurídica ao estado, que enfrenta a maior calamidade de sua história devido aos temporais e enchentes que assolam a região desde o dia 29 de abril. A proposta já havia sido aprovada na Câmara durante a madrugada do mesmo dia.

Além da suspensão da dívida, o projeto, de autoria do governo, zera a taxa de juros no contrato do estado durante o período de suspensão. Em outras palavras, os juros que seriam cobrados nesse período serão anistiados.

A medida visa evitar despesas de R$ 11 bilhões com as parcelas e outros R$ 12 bilhões com os juros da dívida. O Estado do Rio Grande do Sul deve atualmente R$ 97,7 bilhões à União, conforme dados do Ministério da Fazenda.

A decisão do Senado de aprovar o projeto foi tomada por unanimidade, refletindo a urgência da situação enfrentada pelo estado. A suspensão da dívida e a redução dos juros são medidas essenciais para ajudar o Estado do Rio Grande do Sul a se recuperar dos prejuízos causados pelos desastres naturais.

A iniciativa do governo em propor a suspensão da dívida e a redução dos juros foi bem recebida pelos parlamentares, que reconheceram a importância dessas medidas para garantir a estabilidade financeira do estado. A anistia dos juros é vista como um alívio para as finanças do Estado do Rio Grande do Sul, que enfrenta sérias dificuldades devido às enchentes e temporais.

Com a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Estado do Rio Grande do Sul poderá contar com um fôlego financeiro nos próximos três anos, o que será fundamental para a sua recuperação. A suspensão da dívida e a redução dos juros representam um importante apoio do governo federal ao estado em um momento de extrema necessidade.

A expectativa é de que as medidas aprovadas pelo Congresso Nacional contribuam significativamente para a reconstrução das áreas afetadas pelas enchentes e temporais no Estado do Rio Grande do Sul. A solidariedade e apoio demonstrados pelas autoridades nacionais são essenciais para ajudar a população gaúcha a superar essa difícil situação e retomar a normalidade em suas vidas.

Compartilhe Isso
- Advertisement -