Lula visita RS pela terceira vez e promete casas para todos.

Por Redação
3 Min

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está no Rio Grande do Sul, em sua terceira visita ao estado desde o início da tragédia que já deixou 149 mortos em razão das enchentes. Dos 497 municípios do estado, 446 foram afetados.

Continua depois da Promoção

“A gente vai anunciar que todo mundo que perdeu a casa, vai ter sua casinha”, disse ao desembarcar na Base Aérea de Canoas, ao lado de uma comitiva de ministros e do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso.

Lula seguiu para São Leopoldo e visitou um abrigo da cidade. Na sequência, se reuniu com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

A previsão é que o presidente anuncie novas medidas para recuperação do estado. Entre elas está a liberação de um auxílio direto para as famílias desabrigadas e a criação de um ministério extraordinário de apoio à reconstrução do Rio Grande do Sul.

Continua depois da Promoção

O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Paulo Pimenta, deve assumir o comando da nova pasta.

As autoridades locais receberam Lula com aplausos e agradeceram o apoio federal neste momento de crise. As famílias desabrigadas serão beneficiadas com o auxílio direto anunciado pelo presidente.

Lula e Eduardo Leite discutiram estratégias para acelerar a reconstrução das áreas afetadas pelas enchentes. A presença do presidente no estado demonstra o comprometimento do governo em auxiliar a população atingida.

O anúncio da criação de um ministério extraordinário para a reconstrução do Rio Grande do Sul foi bem recebido pela população, que espera por medidas efetivas para a recuperação das cidades atingidas.

O apoio do presidente do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, também foi fundamental para coordenar esforços entre os poderes Executivo e Judiciário na assistência às vítimas das enchentes.

Com a chegada de Lula ao Rio Grande do Sul, a expectativa é que o estado receba ainda mais atenção e recursos para enfrentar os desafios da reconstrução. A solidariedade e a união entre as autoridades e a população são essenciais para superar essa difícil fase.

Compartilhe Isso
- Advertisement -