Neto de Mãe Bernadete comenta novidades do caso e revela ameaças: ‘eu sou o próximo’

Por Redação
2 Min

"A história é muito maior", afirmou Wellington Pacífico, filho de Binho do Quilombo e neto de Mãe Bernadete, nesta quarta-feira (3/4), à TV Aratu, quando comentava sobre a inserção de três suspeitos do assassinato da matriarca no Baralho do Crime da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA).

Continua depois da Promoção

Segundo ele, o grupo criminoso "está desde 2017 causando o mal", pois foi naquele ano que o pai dele, Binho, foi executado "com 12 tiros no rosto".

De acordo com Wellington, a família tem enfrentado um longo período de sofrimento desde a morte de seu pai. Ele ressaltou que a violência causada pelo grupo criminoso tem afetado não apenas a sua família, mas também outras pessoas na comunidade.

O neto de Mãe Bernadete destacou que a inserção dos suspeitos no Baralho do Crime é um passo importante para a resolução do caso. Ele acredita que a medida pode contribuir para a identificação e captura dos responsáveis pelo assassinato de sua avó e de seu pai.

Continua depois da Promoção

Wellington também ressaltou a importância de se manter a investigação em andamento e de se buscar a justiça para que as vítimas e suas famílias possam encontrar algum tipo de paz e resolução para o que aconteceu.

A inserção dos suspeitos no Baralho do Crime da SSP-BA é vista como um avanço nas investigações e como uma forma de pressionar as autoridades a agirem de forma mais efetiva na resolução do caso. A família e a comunidade esperam que a justiça seja feita e que os responsáveis sejam levados à prisão para que não causem mais danos.

Compartilhe Isso
- Advertisement -