Importunação sexual é tema de roda de conversa no Shopping da Bahia

Redação Redação 13434 vistos
2 Min

Uma roda de conversa reuniu mulheres que são referências no combate à violência contra a mulher, na tarde desta quinta-feira (1), no Shopping da Bahia. Dentre as convidadas que contribuíram para a discussão, destacou-se a delegada Bianca Andrade, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da Casa da Mulher Brasileira. Com exemplos práticos, ela esclareceu os aspectos legais do crime de importunação sexual. A advogada criminalista Milena Pinheiro, especialista em violência doméstica e crimes sexuais, complementou a conversa diferenciando a importunação sexual de outros delitos, como assédio e estupro.

A cantora Márcia Short trouxe uma dimensão artística ao evento, cativando a atenção do público com uma bela canção e destacando a importância de superar a realidade da importunação sexual, especialmente durante eventos como o Carnaval. A roda de conversa foi mediada por Tainá Reis, jornalista e repórter da TV Record, que conduziu o bate-papo de forma interativa, enriquecendo o debate com depoimentos do público. Durante o evento, foram distribuídas fitinhas da campanha de Carnaval da Polícia Civil, ‘Não se Cale’.

Promovido pelo Departamento de Proteção à Mulher, Cidadania e Pessoas Vulneráveis (DPMCV), em parceria com o Shopping da Bahia, o evento teve como objetivo conscientizar e alertar sobre o respeito às mulheres, reforçando a importância da campanha ‘Não se Cale’. A iniciativa visa esclarecer homens e mulheres sobre a importunação sexual, agora configurada como crime pela Lei 13.718, sancionada em setembro de 2018, com previsão de dois a cinco anos de prisão.

Compartilhe Isso
- Advertisement -