Crime brutal: Mulher é encontrada morta com sinais de tortura em Mata de São João

Por Redação
3 Min

 

Um caso chocante abalou a região metropolitana de Salvador (RMS) nos últimos dias. Manuelle Viviane, uma mulher de 35 anos, foi encontrada morta com sinais de tortura na madrugada de domingo, após estar desaparecida por dois dias. O corpo foi descoberto por Guarnições do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) em um acostamento da BR 093, em Mata de São João.

De acordo com as informações, populares acionaram as autoridades após fazerem a terrível descoberta. Além de Manuelle, havia também o corpo de um homem não identificado ao seu lado. Ambos apresentavam perfurações causadas por disparos de arma de fogo, indicando um crime brutal e violento.

Manuelle, que residia em Dias d’Ávila e trabalhava em um provedor de internet, desapareceu na sexta-feira, quando saiu para trabalhar em um município vizinho. A comunidade local ficou consternada com a notícia de sua morte, e ainda não há informações sobre o sepultamento.

A 36ª Delegacia Territorial de Mata de São João está investigando o crime e trabalhando para esclarecer os detalhes do ocorrido. Até o momento, não há indícios claros sobre a autoria ou motivação do crime, o que aumenta a necessidade de uma investigação minuciosa e rigorosa.

A população da RMS está abalada com a brutalidade desse assassinato, e a expectativa é que as autoridades empenhem todos os esforços para solucionar o caso e trazer justiça para Manuelle e sua família. Crimes tão violentos e hediondos não podem ficar impunes, e a sociedade clama por segurança e paz.

Enquanto as investigações estão em andamento, é importante que a população colabore com as autoridades, fornecendo qualquer informação relevante que possa ajudar a esclarecer o crime. A união da comunidade e o apoio às investigações são fundamentais para a resolução desse caso e para a prevenção de futuros episódios de violência.

Espera-se que a elucidação desse crime traga um pouco de conforto para os entes queridos de Manuelle e que a justiça seja feita em nome de todas as vítimas de violência. É um lembrete doloroso da necessidade de combater a violência de gênero e garantir a segurança e o respeito a todas as mulheres.

Compartilhe Isso
- Advertisement -