Polícia prende mulher suspeita de envolvimento na morte de estudante em Salvador

0

A Polícia Civil identificou duas suspeitas responsáveis pela morte da estudante Cristal Rodrigues Pacheco, de 15 anos, durante uma suposta tentativa de assalto em frente ao Palácio da Aclamação, no bairro do Campo Grande, em Salvador, na manhã desta terça-feira (2).

Uma das suspeitas foi conduzida. Identificada como Amanda da Silva Passos, conhecida como “Galega”, ela têm passagens pela polícia por assaltos na região. Entretanto, Galega negou o crime e foi liberada após prestar depoimento. Segundo informações da TV Record, a Civil descartou a participação da mulher no homicídio, que ainda teria apontado os autores do crime.

Testemunhas contaram à polícia que elas seguiram em direção ao Largo Dois de Julho. Elas foram flagradas por outras câmeras de segurança nesta região. As imagens mostram que as duas suspeitas estavam separadas. Elas esperaram a família se aproximar, e abordaram as três.

Uma das mulheres parou na frente de Cristal e deu a voz de assalto. A adolescente foi baleada logo em seguida e caiu sentada no chão. Segundo, o tiro atingiu o peito da garota. Depois do disparo, as suspeitas deram as costas e atravessaram a rua tranquilamente.

As duas suspeitas do assassinato continuam foragidas, e, uma delas teria sido baleada durante a ação criminosa, informação que a polícia não confirma.

Durante entrevista coletiva, a delegada Andreia Ribeiro disse que, apesar da suposta tentativa de assalto, nenhum pertence teria sido levado da adolescente: “A informação que nós temos é que nenhum pertence da vítima foi levado, nem o celular”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.