Homem que se apresentou como médico da ONU para família de policial diz em depoimento que é estudante

0
Dois policiais morreram após o acidente — Foto: Redes sociais

Em depoimento à Polícia Civil, o homem que se apresentou como médico para a família do policial Yago da França Souza Avelar afirmou que era estudante de medicina.

Fábio dos Santos Virgem foi solto por pagamento de fiança, na quinta-feira (10). Ele entrou em contato com a família do policial, vítima de um acidente na Chapada Diamantina, e que chegou a ter morte cerebral confirmada, mas ainda passa por exames.

Apesar de os médicos no Hospital Geral do Estado falarem sobre o quadro ser irreversível, o investigado dava esperança à família. Ele chegou a se apresentar em vários áudios como médico cirurgião, e que inclusive seria diretor cirúrgico da Organização das Nações Unidas.

Em uma das gravações, Fábio chega a dizer à família do policial que também atuava HGE. “Eu sou amigo de Yago, mas sou médico e sou cirurgião também aqui no HGE”, disse Fábio no áudio.

Fábio também se apresentava nas redes sociais como médico. Em uma publicação, ele escreveu que os pacientes o “enxergam como uma pessoa que pode ajudá-los” e que é “ótimo no que faz e ao final de todas as cirurgias é elogiado”.

Nesta sexta-feira (11), o processo em que ele é investigado está em segredo de Justiça. Enquanto isso, Yago segue internado e está sendo submetido a diversos exames, para que os médicos possam ter uma dimensão mais aprofundada do quadro atual.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.