Receita Federal e PF realizam operação contra grupo que teria desviado R$ 500 milhões da saúde

0

A Receita Federal deflagrou na manhã de hoje uma operação integrada com a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União para desarticular uma organização responsável por desviar verba da saúde. Ao todo são 14 mandados de busca e apreensão cumpridos em endereços de Salvador, Camaçari e Lauro de Freitas.

Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Especializada Criminal da Seção Judiciária da Bahia. A Justiça Federal também decretou o sequestro de bens e o bloqueio de recursos financeiros dos envolvidos.

As investigações da Operação Strike identificaram indícios da prática de crimes contra a ordem tributária, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e fraude à licitação, conforme informações da Receita Federal. A estimativa é de um lançamento tributário de R$ 500 milhões apenas para os anos 2017 e 2018.

Os auditores da Receita Federal constataram que um instituto estava usando “laranjas” para disfarçar o repasse de dinheiro em benefício de seus dirigentes, o que resultou na representação pela suspensão de sua imunidade tributária no período fiscalizado.

Ainda de acordo com o órgão, a fraude começou desde a a contratação da organização de saúde por órgãos públicos, que possui indícios de favorecimento na licitação. Os auditores identificaram também que a organização de saúde descumpriu os requisitos de fruição de benefícios fiscais, e contratou empresas que superfaturam ou não executam todos os objetos do contrato e repassam indiretamente recursos aos dirigentes.

Em seguida, as empresas pagaram financiamentos de imóveis e veículos, mensalidades de faculdade e escolas, salários de empregados e outras contas vinculadas aos dirigentes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.