Região metropolitana de Salvador registra 9 homicídios no fim de semana

0
Departamento de Polícia Técnica em ação – Foto ilustrativa: Elói Corrêa/GOV BA

Um homem de 32 anos, identificado como Juraci dos Santos dos Reis, foi assassinado a tiros durante uma tentativa de assalto na Rua São Francisco, no bairro da Lama Preta, na cidade de Camaçari, distante 50 km, da capital baiana, no sábado (30). De acordo com a Polícia Civil, testemunhas contaram que três homens estavam em um veículo e tentaram roubar dinheiro e celular dentro da casa dele.

Quando os suspeitos saíram do imóvel, eles atiraram contra Juraci, que morreu no local. No último fim de semana, a região metropolitana de Salvador registrou nove homicídios, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Além de Juraci, no sábado outro homem foi morto. Ele foi identificado como Ivanildo Marques da Silva, de 38 anos, assassinado na Rua Caieira, em Passé, por volta das 22h.

Já no domingo, outras sete pessoas foram mortas – sendo quatro delas também em Camaçari. O primeiro registro aconteceu por volta das 7h30, em um trecho urbano da BA-526, pouco antes da praça de pedágio. A vítima ainda não foi identificada.

O segundo crime ocorreu por volta das 8h40, em Simões Filho, também na RMS. Alailson da Silva Santana, 31 anos, foi morto na Rua Barreiras, no bairro Coroa da Lagoa. O terceiro homicídio foi contra um adolescente de 17 anos, no distrito de Monte Gordo, em Camaçari. A vítima foi morta na Rua do Ouro.

A quarta pessoa assassinada na RMS, no domingo, foi Welington Santos França, de 45 anos. Esse crime aconteceu na Rua Ambrósia, no bairro Dois de Julho, por volta das 19h40, novamente em Camaçari. Horas depois, outro homem foi morto na mesma cidade, na Rua Djalma Dutra, no distrito de Arembepe. A vítima é Bruno Braga Souza, de 36 anos.

Os dois últimos crimes registrados na RMS no final da noite de domingo foram na cidade de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. Rodrigo das Virgens dos Santos, de 25 anos, e Anderson Barbosa de Jesus, de 29, foram mortos em frente ao Colégio Angélica. Todos os crimes, suas motivações e os suspeitos serão investigados pela Polícia Civil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.