Advogado suspeito de matar namorada alega legítima defesa

0


O advogado criminalista José Luiz de Britto Meira Júnior, suspeito de matar a namorada, Kezia Stefany da Silva Ribeiro, alegou que agiu para se defender.

O crime aconteceu na madrugada de sábado para domingo, em um apartamento, no bairro do Rio Vermelho em Salvador.

O advogado foi preso em flagrante após deixar o corpo da vítima no Hospital Geral do Estado (HGE) e fugir.

Segundo o G1, a alegação de legítima defesa foi informada pelo presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB da Bahia, Adriano Batista. “Ele alega que foi acidental. Que ela apontou arma para ele e ele, na tentativa de se defender, rolou disparo acidental”, disse Adriano.

Ainda de acordo com o presidente da comissão da OAB-BA, José Luiz poderá ser afastado das atividades, caso seja comprovado criminalmente que se trata de um feminicídio.

“Diante das alegações de que ele está dizendo, eu não posso garantir que a gente está diante de um caso de feminicídio. É muito prematuro ainda. Todo mundo tem direito à defesa, quem vai investigar é autoridade policial”, afirmou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.