Captura em massa: operações policiais prendem 18 envolvidos em grupos criminosos

0
Foto: divulgação/SSP-BA

Duas operações simultâneas, deflagradas na manhã desta quarta-feira (23/6) pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), resultaram no cumprimento de 14 mandados de prisão, 19 de busca e apreensão, além de quatro prisões em flagrante, na capital e no interior do estado. Ao todo, 18 suspeitos foram presos.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), as Operações “Tacho”, realizada na capital e “Cabelo de Ouro”, no município de Irecê, têm como objetivo o combate a grupos criminosos que atuam no tráfico de drogas, homicídios e ataques a instituições financeiras. As ações também acontecem em São Paulo, para a localização de lideranças destes grupos.

Em Salvador, a Operação Tacho cumpriu mandados de prisão nos bairros de Arenoso, Arraial do Retiro, Fazenda Grande do Retiro e estação do metrô do Retiro. Os bairros de Itapuã e Pau Miúdo também foram alvos da operação, que ainda cumpriu 10 mandados de busca e apreensão, com o apoio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Coordenação de Operações Especiais (COE).

Cinco homens e uma mulher foram presos e ainda durante as diligências, uma suspeita foi autuada em flagrante por tráfico de drogas, totalizando sete prisões. Um dos acusados, inclusive, também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Com ele foram apreendidos meio tablete de maconha, duas balanças de precisão, a quantia de R$ 44, além de sacos plásticos para o acondicionamento dos entorpecentes.

Já municípios de Irecê e João Dourado, a Operação Cabelo de Ouro cumpriu oito mandados de prisão, efetuou três prisões em flagrante e cumpriu oito buscas e apreensões. Uma motocicleta, um veículo Volkswagen Gol, um colete antibalístico, oito balanças de precisão, quatro maquinetas de cartões, dois revólveres e 16 munições calibres 32, aproximadamente cinco quilos de maconha, 81 gramas de crack e nove aparelhos celulares foram apreendidos.

As ações realizadas pelas equipes da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Irecê) e da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE/Irecê), contaram com o apoio da 13ª Coorpin / Seabra e da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati), do Departamento de Polícia do Interior (Depin).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange