Video: Homem é preso após fazer comissária de bordo refém com uma caneta no Aeroporto de Guarulhos

0
Foto: reprodução / SBT Primeiro Impacto

Um homem foi preso após fazer uma comissária de bordo refém com uma caneta no Aeroporto de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo. O caso aconteceu na noite deste último domingo (11/4). 

De acordo com a concessionária que administra o aeroporto, seguranças foram acionados para controlar um passageiro. O rapaz usava uma caneta e fez uma funcionária da Gol refém em um dos portões de embarque do Terminal 2.

Assim, a Policia Federal foi acionada para atender a ocorrência. O incidente não impactou as atividades e as operações do aeroporto. No vídeo feito por passageiros no saguão de embarque, o homem segura a comissária e pede para as pessoas se afastarem. Ele afirma que se alguém se aproximasse ele iria ferir a vítima.

O suspeito solicitava a presença da imprensa e da Polícia Federal no local. Logo depois de chegar ao saguão, a PF conseguiu conter o sequestrador, que foi preso e encaminhado à delegacia. Em nota, a GRU Airport e a Gol afirmam que a tripulante feita refém não sofreu quaisquer ferimentos e encontra-se bem. O caso deve ser a cargo das investigações da Polícia Federal.

VEJA NOTA DA CONCESSIONÁRIA: 

A GRU Airport, concessionária que administra o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, informa que na noite de 11 de abril os órgãos responsáveis pela segurança do Aeroporto foram acionados para controlar um passageiro que, utilizando uma caneta, fez uma tripulante como refém em um dos portões de embarque do terminal 2. A ocorrência foi controlada em poucos minutos pela Polícia Federal, em total segurança e não houve feridos. O incidente não impactou as atividades e as operações do aeroporto. O passageiro foi encaminhado para delegacia e as causas da ocorrência estão sendo apuradas pelas autoridades competentes.

NOTA DA GOL:

A GOL está ciente do ocorrido no Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU Airport) hoje e informa que está dando todo o suporte necessário à colaboradora, que não sofreu quaisquer ferimentos e encontra-se bem. A Polícia Federal está no comando das investigações e a Companhia está à disposição para prestar todo o suporte necessário. A ocorrência ficou restrita à sala de embarque do aeroporto e o envolvido no caso não era passageiro da GOL em nenhum dos seus trechos de origem ou destino

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange