Assista momento que bandidos atacam carro-forte em Pirajá e vigilantes reagem

0

Vídeos de câmera de segurança e de moradores mostram o momento em que cinco bandidos tentam roubar carro-forte no bairro de Pirajá, na tarde da sexta-feira (11). Houve confronto e os bandidos fizeram um idosos refém. Após uma hora de negociação, ele foi liberado e os cinco ladrões foram presos. Eles foram identificados como Rogério Marques Barbosa, Fábio Souza Cunha, Evanildo Mascarenhas Santos, Vinícius Costa da Damaceno, Reginaldo França.

O crime aconteceu ontem à tarde na Rua Elísio Mesquita. Fortemente armados, os cinco chegam de carro e abordam os seguranças do carro-forte, que retiravam dinheiro de uma farmácia. Confrontados, eles tentam deixar o local de ré, mas são seguidos. Acontece uma troca de tiros.

Policiais de grupamentos especiais das polícias Civil e MIlitar foram até o local para tentar prender o grupo, com quem houve troca de tiros novamente.

Os bandidos então fugiram e se esconderam na casa de moradores – um idoso que teve a casa invadida foi feito refém. Após cerca de uma hora, foi liberado e atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não ficou ferido e passa bem.

Os cinco ladrões foram encontrados escondidos em pontos diferentes da região. O último só se entregou depois que advogados chegaram para acompanhar. Um deles foi baleado no braço.

Ligação com outros crimes
Segundo as investigações, todos cinco são ligados a uma facção criminosa e já tinham participado de assaltos a bancos na Bahia em outubro e neste mês. Um deles chegou a ser preso em abril com seis fuzis, mas já estava em liberdade. A ação na época foi conduzida em parceria pela SSP, Polícia Federal baiana e Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O assaltante de banco foi capturado na Linha Verde transportando seis fuzis calibres 7,62 e 5,56, carregadores e farta munição.

“Assim como na maioria dos casos, voltamos a capturar indivíduos que não poderiam estar nas ruas. O sistema de defesa social não depende apenas da polícia. No ano de 2020 estamos presenciando a alta de homicídios, em alguns estados brasileiros, inclusive na Bahia, após alguns detentos serem beneficiados com liberdade condicional ou prisão domiciliar. As instituições precisam somar esforços contra o crime organizado”, declarou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.
Correio24

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.