De tornozeleira, ativista Sara Winter faz unha e cabelo em casa

0
Reprodução / Instagram

A vida da ativista bolsonarista Sara Giromini, mais conhecida por Sara Winter, prisioneira domiciliar anda “duríssima” como mostra uma foto publicada em uma rede social. A informação foi publicada pelo jornalista Leo Dias, do site Metrópoles, neste sábado (04). Por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a líder do grupo extremista “300 do Brasil” está usando uma tornozeleira eletrônica, não pode sair de casa e nem se aproximar do STF e do Congresso.

A solução para cuidar da visual, foi chamar uma cabeleireira e uma manicure para atendê-la no conforto de sua casa. “Que sensação maravilhosa de ter o meu cabelo feitinho”, escreveu ela na legenda de uma foto. Segundo o colunista, Sara usa a mesma conta de uma rede social, para “chorar miséria” e pede para os internautas fazerem doações em dinheiro.

Sara Winter ficou presa por cerca de 10 dias por estar envolvida no inquérito do STF que investiga a organização e o financiamento de atos antidemocráticos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange