Homem mata namorada após suspeitar que contraiu coronavírus dela

0
Foto: reprodução/Instagram

Um enfermeiro, de 28 anos, foi preso após assassinar a própria namorada, uma médica de 27 anos, depois de suspeitar que ela havia transmitido coronavírus para ele. O caso aconteceu na última segunda-feira (27/3) em Furci Siculo, na Itália.

Antonio De Pace e Lorena Quaranta trabalhavam juntos no Hospital Massina, referência no combate a Covid-19 na região da Sicília. Após matar a companheira estrangulada, o rapaz ligou para a polícia relatando o crime e ainda tentou suicídio em seguida. Ele foi socorrido e não corre risco de morte.

“Eu matei ela porque ela me passou coronavírus”, alegou o enfermeiro assim que as autoridades chegaram ao apartamento onde ele vivia com a vítima. Pouco antes de ser morta, Lorena publicou nas redes sociais uma homenageando aos 41 colegas de profissão que acabaram morrendo por conta da pandemia.

“Agora, mais do que nunca, precisamos demonstrar responsabilidade e amor pela vida. Vocês devem demonstrar respeito por si mesmos, suas famílias e o país. Vamos ficar todos em casa. Vamos evitar que o próximo adoecer seja um ente querido ou nós mesmos”, pediu.

Os exames realizados no casal não apontaram diagnóstico positivo para o Covid-19. O caso está sendo investigado pela polícia italiana.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange