Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

Nove pessoas morrem pisoteadas durante operação policial em baile funk

Foto: Reprodução

Nove pessoas morreram pisoteadas durante uma ação da Polícia Militar de São Paulo, em Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo. O caso foi registrado na madrugada de domingo (1º). Testemunhas e frequentadores do local serão ouvidos nesta segunda-feira (2) pela Polícia Civil.

De acordo com o G1, entre os mortos estão uma mulher e oito homens. Ao todo, seis policiais militares que participaram da ação no baile foram ouvidos na tarde de domingo. As armas deles foram apreendidas.

A PM de São Paulo informou que agentes do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) realizavam uma Operação Pancadão na comunidade – a segunda maior da cidade, com 100 mil habitantes – quando foram alvo de tiros disparados por dois homens em uma motocicleta.

A dupla fugiu em direção ao baile funk e continuou atirando, o que provocou tumulto entre os frequentadores do evento, que tinha cerca de 5 mil pessoas. A versão da PM, porém, foi negada por frequentadores do local. O tenente-coronel Emerson Massera, porta-voz da PM, defendeu a atuação da tropa.

Ele disse que nenhum policial fez disparos com armas de fogo e que os criminosos em fuga usaram os frequentadores para se proteger. “Os criminosos utilizaram as pessoas que estavam frequentando ali o baile funk como uma espécie de escudo humano para impedir a perseguição policial, o trabalho da polícia”, afirmou.

Ainda segundo ele, os vídeos que mostram agressões de policiais serão analisados. “Nós recebemos as imagens, todas as imagens já estão incluídas no inquérito policial militar para serem analisadas. Nós não temos certeza de que tudo tenha acontecido nesta madrugada, mas de alguma forma algumas imagens nos sugerem abusos, nos sugerem uma ação desproporcional por parte da polícia e evidentemente que o rigor na apuração vai responsabilizar quem efetivamente cometeu algum excesso, cometeu algum abuso.”

Veja quem são as vítimas:

– Marcos Paulo Oliveira dos Santos, 16 anos

– Bruno Gabriel dos Santos, 22 anos

– Eduardo Silva, 21 anos

– Denys Henrique Quirino da Silva, 16 anos

– Mateus dos Santos Costa, 23 anos

– Homem não identificado 1, aproximadamente 28 anos

– Gustavo Cruz Xavier, 14 anos

– Gabriel Rogério de Moraes, 20 anos

– Luara Victoria de Oliveira, 18 anos

 

  1. George de Cast
    George de Cast Diz

    Pessoas que infernizavam a paz dos que tem responsabilidade e eram obrigados e coagidos a suportar a vagabundagem

    1. Gildalita Souza
      Gildalita Souza Diz

      George de Cast Eu Imagino! Virou uma febre, esse tipo de Comportamento no ser humano! Não respeitar o espaço do outro. É quem fala, pode até perder a vida! Ai a Polícia chega e termina assim! Lamentável.

  2. Ferreira Silva
    Ferreira Silva Diz

    Se ninguém corresse, ninguém morreria. É simples! Bando de baderneiros infernizando o povo que precisa dormir pra acordar cedo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.